mãe com bebé ao colo com placas amareladas no rosto

O que é a crosta láctea e como pode tratar este problema

3 mins. leitura

A crosta láctea ou dermatite seborreica define-se pela presença de placas oleosas e amareladas e crostas na pele do recém-nascido, em especial, no couro cabeludo, podendo também atingir as sobrancelhas e as orelhas. Por norma, esta condição é comum e autolimitada, podendo prolongar-se até aos quatro ou cinco meses de idade.

Acompanhada de uma ligeira vermelhidão, estas placas alastram-se, por vezes à testa, zonas laterais do nariz, queixo, podendo também afetar outras partes do corpo como a chamada zona da fralda, ou pregas inguinais.

É uma condição benigna que, de uma forma geral, não perturba o bebé, já que não provoca dor nem comichão.

Desconhece-se a causa deste problema, mas uma das hipóteses colocadas pelos especialistas é que ocorra por causa da passagem das hormonas da mãe para o bebé durante a gravidez, levando a um aumento da produção de oleosidade nas glândulas da pele e a acumulação de células mortas.

Outra hipótese seria a eventual presença do fungo presente naturalmente na superfície da pele, denominado Malassezia furfur. Acredita-se que a presença deste fungo pode contribuir para o aparecimento da crosta láctea.

A crosta láctea não deriva da falta de higiene, sendo, no entanto, fundamental remover as crostas descamadas para evitar feridas ou infeções.


Como eliminar a crosta láctea

A crosta láctea tende a desaparecer espontaneamente, mas há alguns cuidados que ajudam a fazê-la desaparecer ou, pelo menos, a que se torne menos exuberante.


O que pode fazer

  • Lave regularmente o cabelo do seu bebé com um champô suave e sem perfume;
  • Esfregue, suavemente, a cabeça do recém-nascido com óleo de bebé para ajudar a amolecer as crostas;
  • Esfregue, suavemente, óleo para bebé, óleo vegetal ou vaselina nas zonas afetadas, deixe ficar durante a noite e lave de manhã com um champô suave ou, no caso, das pregas inguinais, com um gel de banho suave;
  • Penteie o cabelo do bebé com uma escova de cerdas macias e solte suavemente as crostas.
mãe com bebé ao colo com placas amareladas no rosto

O que não pode fazer

  • Não utilize azeite;
  • Não utilize óleo de amendoim (devido ao risco de alergia);
  • Não utilize sabão;
  • Não use champôs para adulto;
  • Não arranque as crostas e não use as unhas para as retirar, já que isso pode causar uma infeção.

Quando penteia o bebé, os cabelos podem sair agarrados às crostas, mas isso não é preocupante, pois voltarão a nascer.


Quando procurar ajuda médica

Se a crosta láctea não ceder perante estes tratamentos ou se se tratar de uma zona muito extensa, poderá ser necessário utilizar uma pomada antifúngica. E, no caso de haver inflamação e consequente aparecimento de exsudato (líquido purulento), poderá haver necessidade de administrar um corticoide ligeiro durante alguns dias. Deixamos a nota importante de que estas medidas só deverão ser postas em prática sob aconselhamento médico.

Aliás, deve recorrer-se a um médico. Normalmente o médico de família ou o pediatra saberão ajudar, mas poderá, igualmente, recorrer a um dermatologista - sempre que:

  • a crosta láctea atinge uma grande extensão do corpo do bebé;
  • quando as crostas sangram ou deitam líquido;
  • quando as áreas afetadas estão inchadas;
  • quando não há sinais de melhoria após algumas semanas de tratamento.
mãe com bebé ao colo com placas amareladas no rosto

Alguns mitos sobre a crosta láctea

O próprio nome “crosta láctea” deriva de uma ideia errada relativamente à origem da dermatite seborreica no recém-nascido, de que era causada pelo leite materno.

Acreditava-se também que a crosta láctea tinha a ver com uma má higiene do bebé ou que era causada por infeções, intolerâncias alimentares ou outras alergias.

Como já dissemos, ainda não se sabe a causa concreta para o aparecimento da crosta láctea, porém sabe-se que estas não são as razões.

Também sabemos que a dermatite seborreica não é transmissível, não passando de bebé para bebé.

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico. Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Este artigo foi útil?

Obrigado pelo seu feedback.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.

Encontre o melhor
Prestador Medicare perto de si

Código Postal inválido

Pesquise entre os mais de 17 500 Prestadores
da Rede de Saúde Medicare.

Artigos relacionados:
Ver mais
1 presente à escolha

Oferta exclusiva Online

1 presente de boas-vindas à escolha

Aderir Online
Cartão Platinium Mais Vida
Quer aderir? Ligamos grátis! Esclareça as suas dúvidas com a nossa
equipa, sem compromisso.
Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.
Formulário enviado Obrigado pelo seu contacto. Será contactado em breve pela nossa equipa de especialistas.