mulher idosa a fazer jogo

Alzheimer: saiba mais sobre esta doença cerebral

3 mins. leitura

Indíce
  1. 1. O que é?
  2. 2. Quais as causas?
  3. 3. Quais os sintomas?
  4. 4. Qual o tratamento?
  5. 5. Como prevenir?

A doença de Alzheimer afeta de forma gradual e irreversível as diversas funções cognitivas como, por exemplo, memória, atenção, concentração, linguagem e pensamento. Trata-se da forma mais comum de demência, sendo cerca de 50% a 70% de todos os casos.

A deterioração das funções cognitivas causa alterações na personalidade, comportamento e capacidade funcional, impedindo a realização das tarefas da vida diária. Quando uma capacidade é perdida, não é possível recuperá-la ou aprendê-la novamente.

No início, os sintomas são subtis. Mas, com a evolução da doença, o dia a dia do doente sofre um grande impacto, ficando cada vez mais dependente da ajuda dos outros, até mesmo para as atividades básicas da vida diária, como a higiene pessoal e alimentação.


Alzheimer: o que é, causas, sintomas, tratamento e prevenção

Foi Alois Alzheimer, médico alemão, que descreveu, em 1907, pela primeira vez a doença e, por isso, esta tem o seu nome.


O que é?

É o tipo de demência mais comum, provocado pela redução do tamanho e número de células cerebrais, o que impossibilita a comunicação dentro do cérebro. As células vão morrendo e, assim, as funções cognitivas dos doentes vão-se deteriorando progressivamente e de forma irreversível.

À medida que a doença vai afetando as várias áreas cerebrais, os doentes vão perdendo determinadas funções ou capacidades.

Normalmente, a doença de Alzheimer surge em idades avançadas, sendo raro o seu aparecimento antes dos 60 anos.


mulher idosa com mulher a apoiá-la

Quais são as causas?

Ainda não são conhecidas as causas, à exceção das pessoas que desenvolvem a doença por terem um dos pais com esta doença degenerativa. No entanto, sabe-se que este tipo de demência esporádica está associado aos maiores de 65 anos.

Embora estejam a ser investigadas várias causas possíveis, como fatores ambientais, perturbações bioquímicas e processos imunitários, a causa pode variar de doente para doente e pode incluir um ou mais fatores.


Quais os sintomas?

Os sintomas da doença de Alzheimer podem ser, inicialmente, muito ligeiros e impercetíveis. Começam por "pequenos" lapsos de memória e dificuldade em encontrar as palavras certas para objetos do dia a dia.

Os sintomas vão-se agravando com o tempo. Os principais sintomas incluem:

  • Alterações de memória persistentes e frequentes, especialmente de acontecimentos recentes;
  • Perturbações da linguagem, dificuldade em encontrar palavras correntes e discurso vago;
  • Perda de entusiasmo em fazer atividades que antes eram apreciadas;
  • Dificuldade em executar tarefas rotineiras;
  • Esquecer-se de pessoas ou lugares conhecidos;
  • Incapacidade para compreender questões e instruções;
  • Degeneração das competências sociais;
  • Imprevisibilidade emocional.

Os sintomas variam de pessoa para pessoa e a doença avança, também, a ritmos diferentes. No entanto, o certo é que esta é progressiva, degenerativa e irreversível.

As complicações da doença surgem na sua fase terminal e incluem o risco de aspiração, provocado por dificuldades em deglutir; desnutrição, imobilidade com úlceras de pressão, trombose venosa profunda e infeções.


homem idoso a contemplar

Qual o tratamento?

Não há, atualmente, cura para esta doença. Mas existem medicamentos que permitem controlar a evolução da doença e melhorar a qualidade de vida dos doentes.

Também há medicamentos que podem ser prescritos para atenuar sintomas secundários como ansiedade, depressão e alterações do sono.


Como prevenir?

Não há, ainda, forma de prevenir a doença de Alzheimer. No entanto, acredita-se que realizar atividades que exercitem o cérebro e ter uma vida social ativa podem atrasar a manifestação da doença. Algumas das atividades recomendadas para estimular a memória são:

  • Ler;
  • Fazer quebra-cabeças e palavras cruzadas;
  • Participar em atividades de grupo.

Mantenha-se ativo, pela sua saúde!

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico.

Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Este artigo foi útil?

Obrigado pelo seu feedback.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.

Encontre o melhor
Prestador Medicare perto de si

Código Postal inválido

Pesquise entre os mais de 17 500 Prestadores
da Rede de Saúde Medicare.

Política de Privacidade