fÓrmula quimica do paracetamol

6 Diferentes Tipos de Administração do Paracetamol

2 mins. leitura

Indíce
  1. 1. Comprimidos
  2. 2. Xarope
  3. 3. Supositórios
  4. 4. Gotas
  5. 5. É seguro?

O Paracetamol é um medicamento amplamente conhecido pela sua eficácia no alívio da dor e redução da febre.

Além da sua forma tradicional, este medicamento está disponível em várias formas de administração, cada uma com as suas próprias vantagens e considerações.

Neste artigo, vamos explorar os diferentes tipos de administração do Paracetamol, para que possa tomar decisões informadas sobre o uso deste medicamento.


Quais as formas de tomar paracetamol?

O paracetamol, dependendo do estado de saúde, idade do indivíduo e historial médico, pode e deve ser tomado de várias formas.

Seguem abaixo as principais formas de tomar paracetamol e qual a razão para cada uma das suas tomas.


1. Comprimidos e Cápsulas

Os comprimidos e cápsulas de Paracetamol são as formas mais comuns de administração.

São fáceis de tomar, e a dosagem é medida com precisão, o que é especialmente útil para adultos e crianças mais velhas.

No entanto, é importante seguir as dosagens recomendadas para evitar o uso excessivo visto que tem em conta todos os fatores da pessoa..


Paracetamol em comprimidos

2. Xarope

O xarope de Paracetamol é uma opção popular para crianças e adultos que têm dificuldade em engolir comprimidos.

A dosagem é ajustada de acordo com o peso da pessoa, o que torna o xarope uma opção mais segura para crianças pequenas.

Em geral, a dosagem por frasco é de 40mg/ml sendo que a sua toma não deve ultrapassar as 4 diárias sempre com intervalos de cerca de 4 a 6 horas.


3. Supositórios

Os supositórios de Paracetamol são uma alternativa quando a administração oral não é possível, como em casos de náuseas ou vómitos.

Eles são inseridos no reto e absorvidos pelo organismo.

Esta forma de administração é especialmente útil em crianças ou adultos que têm dificuldades em tomar medicamentos pela boca.


4. Gotas

As gotas de Paracetamol são indicadas principalmente para bebés e crianças pequenas.

A dosagem é cuidadosamente ajustada de acordo com o peso do bebé, o que permite um controle preciso.

As gotas são administradas diretamente na boca do bebé, utilizando o conta-gotas fornecido.


5. Soluções Injetáveis

Em casos de dor aguda ou febre elevada, as soluções injetáveis de Paracetamol podem ser administradas por profissionais de saúde.

Esta forma de administração permite que o medicamento atinja rapidamente a corrente sanguínea, proporcionando alívio rápido.

No entanto, as injeções são reservadas para situações específicas e são administradas sob supervisão médica.


6. Formas Combinadas

Algumas formulações de Paracetamol vêm combinadas com outros medicamentos, como analgésicos ou descongestionantes.

Estas combinações podem ser úteis para tratar múltiplos sintomas de uma só vez.

No entanto, é importante ler atentamente a bula e seguir as orientações para evitar o uso excessivo.


Homem a tomar paracetamol

É seguro utilizar Paracetamol das várias formas?

O Paracetamol está disponível em diversas formas de administração, permitindo uma escolha mais personalizada para cada indivíduo. Comprimidos, cápsulas, xarope, supositórios, gotas e soluções injetáveis são algumas das opções disponíveis.

Cada forma de administração tem suas próprias vantagens e considerações, o que torna importante seguir as dosagens recomendadas e as orientações médicas.

Ao utilizar qualquer forma de Paracetamol, é fundamental seguir as instruções da bula, especialmente em relação às dosagens e aos intervalos entre doses..

Em caso de dúvidas ou preocupações, consulte um profissional de saúde.

Lembre-se de que a segurança e a eficácia do Paracetamol dependem da sua administração adequada.

Revisão de Médica Convidada:

Dr.ª Sofia Bezerra

Bibliografia:

  • Ben-u-ron
  • Bem-u-ron
  • Oliveira, A. S., & Melo, S. R. (2010). Paracetamol: uma revisão. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas, 46(3), 397-406.
  • Santos, E. M., & Souza, C. A. (2005). Uso racional do paracetamol. Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada, 26(2), 119-124.
  • Silva, M. L., & Pereira, S. P. (2003). Aspectos farmacológicos e clínicos do paracetamol. Acta Farmacêutica Bonaerense, 22(3), 313-316.

Tags:

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico.

Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Este artigo foi útil?

Obrigado pelo seu feedback.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.

Encontre o melhor
Prestador Medicare perto de si

Código Postal inválido

Pesquise entre os mais de 17 500 Prestadores
da Rede de Saúde Medicare.

Política de Privacidade