homem a efectuar uma jogada de xadrês

9 exercícios para o cérebro: a ginástica que também precisa

4 mins. leitura

Indíce
  1. 1. Qual a Importância?
  2. 2. Estimulação Mental
  3. 3. Doenças Prevenidas

Os exercícios para o cérebro podem ajudar a manter-se saudável à medida que envelhece. Estimular o cérebro é uma forma de prevenir a perda de memória, a demência ou atrasar o desenvolvimento de doenças como, por exemplo, a doença de Alzheimer.

Ainda que sejam necessárias mais certezas por parte da ciência, a verdade é que já todos ouvimos falar sobre as vantagens dos exercícios mentais que, tal como o exercício físico, também beneficiam a saúde geral.

Conheça algumas atividades que pode fazer, bem como a importância de se manter mentalmente ativo.


Exercícios para o cérebro: 9 atividades e a sua importância

Manter o cérebro ativo previne a diminuição das capacidades cognitivas. Assim, palavras cruzadas, quebra-cabeças e outros jogos podem ajudar a evitar a perda de memória e outros problemas mentais.

Existem várias atividades que podem ser escolhidas de acordo com o gosto pessoal. Seja qual for a escolha, o importante é desafiar o cérebro para o manter ativo. Um exercício simples é, por exemplo, fazer coisas com a mão contrária à que usa sempre. No entanto, há mais atividades que podem ajudar.


senhora de idade a resolver um quebra-cabeças

1. Quebra-cabeças

Fazer palavras cruzadas, sopa de letras ou sudoku é importante para estimular o seu pensamento estratégico e desenvolver a capacidade para a resolução de problemas.


2. Ler

Inclua a leitura na sua rotina, não precisa de ser um livro, basta ler o jornal todos os dias.


3. Caminhadas

Fazer pequenos passeios a pé, cerca de 15 a 30 minutos, é uma boa forma de manter o cérebro e os músculos ativos.


4. Escrever

Mantenha um diário, por exemplo. Escrever é excelente para treinar a memória.


5. Cartas

Jogar cartas, além de ser um ótimo desafio mental, é também uma boa oportunidade de convívio e socialização com outras pessoas.


6. Artes manuais

A criatividade estimula o cérebro, experimente pintar, desenhar ou até tricotar.


7. Alongamentos e prática de yoga

Mais uma forma de exercitar os músculos e cérebro. Através dos alongamentos e da yoga, terá mais consciência do seu corpo e vai "lembrar" o cérebro da existência dos músculos que não usa tanto diariamente.


8. Jogos de correspondência e memória

Pratique técnicas de memorização e teste as suas capacidades com jogos de memória.


9. Música

Tocar um instrumento ou ouvir música vai despertar a sua mente e os seus sentidos.


homem a tossir

A importância da estimulação mental

De acordo com estudos em animais, exercitar a mente ajuda a reduzir danos nas células do cérebro e promove o crescimento de novas células nervosas.

Assim, ao manter o cérebro ativo com exercícios e tarefas, está não só a proteger o seu cérebro, como também a criar uma reserva de células novas, bem como a ligações entre elas.

Obviamente, os exercícios mentais não conseguem prevenir todas as doenças cerebrais, mas são, sem dúvida, um forte aliado para atenuar sintomas e atrasar o desenvolvimento dessas doenças.

Principais doenças cerebrais que beneficiam dos exercícios para o cérebro

As doenças cerebrais, devido ao aumento da esperança média de vida da população, têm uma tendência crescente na sociedade moderna.

Há uma maior prevalência de doenças cerebrais como a doença de Alzheimer, Parkinson, Acidentes Vasculares Cerebrais, cancros… sem esquecer as que surgem ligadas ao processo de envelhecimento.

Podemos dizer que as principais doenças do cérebro são:

  • Alzheimer: uma doença neurodegenerativa, caraterizada pela perda progressiva das capacidades mentais. Além da perda de memória, que constitui um dos sintomas iniciais, a doença afeta outros domínios cognitivos.
  • Parkinson: é também uma doença neurodegenerativa, crónica e progressiva. Deve-se à perda de neurónios do sistema nervoso central que provoca a redução da velocidade dos movimentos voluntários e aparecimento de movimentos não-voluntários, como tremores.
  • Esclerose Múltipla: doença inflamatória caraterizada por lesões desmielinizantes disseminadas no sistema nervoso central. Essas lesões são decorrentes da perda da bainha de mielina, que reveste os neurónios. É também uma doença neurodegenerativa que tem um quadro neurológico variado, às vezes com remissão e outras com exacerbação das manifestações clínicas.
  • Acidente Vascular Cerebral (AVC): trata-se de um problema neurológico que decorre da obstrução ou rompimento dos vasos sanguíneos cerebrais.
  • Epilepsia: alteração da atividade elétrica neuronal, em que o cérebro emite sinais disfuncionais, localizados ou difusos por todo o cérebro, causando crises/sintomas.

Exercite o seu cérebro e cuide da sua saúde!

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico.

Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Este artigo foi útil?

Obrigado pelo seu feedback.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.

Encontre o melhor
Prestador Medicare perto de si

Código Postal inválido

Pesquise entre os mais de 17 500 Prestadores
da Rede de Saúde Medicare.

Política de Privacidade