crianças a praticar yoga

Yoga para crianças: 13 benefícios que os pais devem considerar

4 mins. leitura

Indíce
  1. 1. Vantagens
  2. 2. Os eixos da Yoga
  3. 3. Quando começar

A fama que o yoga para crianças tem conquistado, um pouco por todo o mundo, está relacionada com os benefícios que este pode proporcionar. Além de melhorar a saúde mental, por promover práticas de relaxamento, ajuda a desenvolver a coordenação e a concentração dos mais pequenos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, cerca de um milhão de jovens, entre os 11 e os 15 anos, sofrem de algum tipo de problema, como depressão ou ansiedade. Uma situação que se torna mais grave na Europa, e que tende a piorar à medida que crescem, podendo levar ao aparecimento de sentimentos como irritabilidade, frustração ou raiva.

Como tal, o yoga infantil pode ser uma forma positiva para as crianças compreenderem melhor os seus corpos e as suas emoções.


Principais vantagens do yoga para crianças

Originário da Índia, o yoga procura unir o corpo e a mente, para alcançar a felicidade e o bem-estar. Composta por vários movimentos e posições, com nomes inspirados na natureza, esta atividade pode trazer inúmeras vantagens.


1. Ajuda a reduzir a ansiedade e o risco de depressão

Alguns estudos realizados nos Estados Unidos da América provaram que a prática de yoga pelos mais novos ajudou a reduzir a predisposição para desenvolver ansiedade e depressão. As crianças aprenderam a canalizar a energia positivamente, mediante táticas de relaxamento e respiração, controlando melhor as suas emoções.


2 Melhora o equilíbrio, a força e a resiliência

A posição da árvore é uma das muitas posturas do yoga para crianças que ajuda a promover o equilíbrio físico. Além de melhorar a coordenação motora, fomenta a concentração.


3. Promove a autoestima

As várias posições do yoga ajudam a expressar a individualidade e a autonomia.


4. Desenvolve a capacidade de concentração e a memória

Graças aos diversificados exercícios físicos e de respiração, o yoga favorece a capacidade de concentração e a memória.

menina muito concentrada na sala de aula

5. Ajuda as crianças com défice de atenção e hiperatividade

Segundo um estudo publicado na National Library of Medicine, uma plataforma do governo norte-americano, o yoga ajuda a controlar a impulsividade ou a irritabilidade, o que pode ter um efeito positivo no seu desempenho escolar.


6. Facilita o relaxamento

Exercícios simples, como a posição do bebé ou do gato, ativam o sistema parassimpático, ajudando o corpo a alongar, a relaxar e a reativar.


7. Amplia a abertura emocional

A confiança ou a empatia são promovidas mediante alongamentos corporais, como o arquear de costas ou puxar os ombros para a frente. Segundo uma revisão de 21 artigos, publicada na National Library of Medicine, estes movimentos ajudam as crianças a conhecerem, a aceitarem e a gerirem melhor as suas emoções, com efeitos positivos nos sistemas endócrino e nervoso, tornando-as menos reativas.


8. Aumenta a confiança

Este é um sentimento difícil de conquistar pelas crianças, mas posições de yoga como a estrela ou o guerreiro ajudam-nas a reclamar o seu espaço e a tornarem-se mais conscientes de si mesmas.


9. Melhora a capacidade de estabelecer relações

Na sua essência, o yoga é uma filosofia que promove a conexão entre o corpo e a mente. Por isso mesmo, todas as atividades a pares ajudam a desenvolver a capacidade de ligação e de relacionamento com os outros.


10. Promove a criatividade

Através da ligação entre corpo-mente-espírito, as crianças desenvolvem uma maior propensão para a sensibilidade e criatividade.


11. Melhora a postura corporal

As várias posturas do yoga para crianças ajudam a desenvolver e a fortalecer a coordenação físico-motora.


12. Corrige maus padrões respiratórios

Esta atividade ajuda a eliminar as toxinas mediante técnicas de respiração apropriadas.


13. Promove a disciplina

As crianças aprendem a comprometer-se com a realização regular exercício físico.


mãe e filha sorriem uma para a outra, sentadas no chão

Os três eixos do yoga infantil

O yoga é uma filosofia de vida, tão antiga quanto a civilização, e assenta em três princípios: atividade física (asanas), técnicas de respiração (pranayama) e meditação mindfulness. No fundo, são três peças que dependem umas das outras para atingir o grande objetivo desta prática: o equilíbrio físico e mental.


Asanas

Uma sessão de yoga implica uma sequência de asanas, movimentos que promovem três competências físicas e motoras: flexibilidade, equilíbrio e força. Como a criança desenvolve e treina a respiração ao mesmo tempo, isto tem um impacto também no seu sistema nervoso, contribuindo para o seu equilíbrio emocional.

As posições de yoga têm nomes sugestivos de animais ou de elementos da natureza. Tanto o yoga para bebés como o yoga infantil têm por base uma série de jogos ou histórias, onde se cruzam personagens e movimentos, técnicas de respiração e relaxamento. Tudo isto, conjugado com a criatividade e a diversão, ajuda a manter as crianças envolvidas.


Pranayama

A respiração pranayama é outra das peças-chave do yoga, uma vez que é a responsável pela ligação entre o corpo e a mente, o que ajuda a gerar um sentimento de harmonia e confiança, contribuindo também para o equilíbrio e coordenação motora.

Através de técnicas de respiração adequadas, as crianças conseguem promover o seu relaxamento muscular, melhorando o seu bem-estar.


Meditação mindfulness para crianças

Outro elemento fundamental para a prática do yoga em qualquer idade é a meditação mindfulness. Esta ação, que significa "atenção plena", defende a capacidade de estar e ficar no presente, concentrando-se no aqui e no agora. Por promover o desaceleramento temporal, esta prática ajuda a que as crianças se foquem em si mesmas, ficando mais predispostas à introspeção.


Quando começar o yoga infantil?

Qualquer altura é indicada para começar a praticar yoga, quer tenha 1 ou 100 anos. Pode adaptar-se a qualquer pessoa, independentemente das suas habilidades ou aptidões físicas. Mesmo um bebé de um ano sente os benefícios do yoga: relaxa, quando respira, e sente-se a alongar, quando levanta os braços.

O ideal é que as sessões de exercícios aconteçam num ambiente calmo e agradável, de preferência com música, para facilitar a concentração e o relaxamento.5

Importa, por fim, realçar que indivíduos já com patologias na coluna ou com problemas articulares, devem adotar algumas precauções, evitando certos exercícios que possam causar algum agravamento ou dor.

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico.

Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Este artigo foi útil?

Obrigado pelo seu feedback.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.

Encontre o melhor
Prestador Medicare perto de si

Código Postal inválido

Pesquise entre os mais de 17 500 Prestadores
da Rede de Saúde Medicare.

1 presente à escolha

ADESÃO ONLINE Presente à escolha

Aderir Online
Cartão Platinium Mais Vida
Quer aderir? Ligamos grátis! Esclareça as suas dúvidas com a nossa
equipa, sem compromisso.
Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.
Formulário enviado Obrigado pelo seu contacto. Será contactado em breve pela nossa equipa de especialistas.
Política de Privacidade