mulher jovem com manchas na cara

Melasma: em que consiste este problema?

3 mins. leitura

O melasma é um problema de pele comum em adultos, sendo mais prevalente nas mulheres e, em especial, durante a gravidez.

Este problema afeta mais pessoas de tez escura e aquelas que se bronzeiam mais rapidamente.

Estas manchas desenvolvem-se, principalmente, no rosto e, em especial, no centro da face e sobre as bochechas, na testa, nas têmporas, no lábio superior e no nariz.

Por vezes, o melasma surge apenas num dos lados do rosto e, em casos raros, manifesta-se, também, nos antebraços.

Estas manchas não provocam dor nem comichão, traduzindo-se apenas numa questão estética.


Quais as causas do melasma, prevenção e tratamento

A hiperpigmentação dá-se em consequência do excesso de produção do pigmento que confere cor à nossa pele, a melanina, por parte dos melanócitos (as células que produzem a melanina).

Não existindo uma causa única e direta para a produção do melasma, existem alguns fatores que favorecem o aparecimento destas manchas, tais como:

  • Exposição solar: é, provavelmente, o fator com maior importância para o aparecimento do melasma, nomeadamente a exposição solar sem proteção adequada;
  • Alterações hormonais (gravidez, a toma de contracetivos orais ou a terapêutica hormonal de substituição);
  • Predisposição genética;
  • A utilização de solário;
  • Outros fatores de risco incluem distúrbios autoimunes da tiróide e a toma de medicamentos que tornam a pele mais sensível aos efeitos da luz solar.
melasma

Prevenção

A melhor forma de combater o melasma é a prevenção.

Independentemente de ser verão ou inverno, deverá aplicar no rosto, diariamente, um creme hidratante com fator de proteção solar (FPS), sendo que no verão estes cuidados deverão ser redobrados.

Deverá utilizar um protetor solar com fator de proteção mais elevado (FPS 50), renovando a sua aplicação a cada duas horas, ou sempre que se molhar.

Evite fazer esfoliações demasiado agressivas, especialmente, antes da exposição ao sol.


Tratamento

Apesar de todos os cuidados, o melasma pode surgir, especialmente, durante a fase da gravidez. Neste caso, o “pano”, nome mais comum dado a estas manchas que aparecem na pele aquando da gravidez, tende a desaparecer pouco tempo após o parto. Isso não significa, porém, que a grávida deva descurar os cuidados com a pele.

Quando o melasma se instala, e antes de tomar qualquer medida ou iniciar um tratamento, deve consultar um dermatologista, que indicará a melhor terapêutica, tendo em conta as caraterísticas das manchas.

Na maior parte dos casos “ligeiros”, os produtos cosméticos com propriedades despigmentantes resolvem o problema, mas, por vezes, é necessário recorrer à esfoliação química ou com laser.

Os tratamentos aplicados na pele são eficazes apenas se a hiperpigmentação afetar as camadas superiores da pele.

Durante, e após o tratamento, deve-se ter ainda mais cuidados no que respeita à proteção solar, já que a pele acaba por ficar mais propensa à queimadura do sol. Mesmo uma exposição solar breve, pode espoletar a hiperpigmentação nas áreas tratadas.

De salientar uma vez mais que, pessoas que sofrem de melasma devem usar protetores solares com um fator de proteção solar elevado, usar chapéu e roupas protetoras e evitar a exposição solar para prevenir que a doença se agrave.

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico. Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.
Artigos relacionados:
Ver mais