mulher a pesar-se numa balança

Calcular Índice Massa Corporal (IMC): saiba se tem o peso ideal

4 mins. leitura

Como calcular IMC

Para calcular o Índice de Massa Corporal, basta seguir a fórmula seguinte: peso / (altura x altura). Ou seja, deve multiplicar a sua altura por ela própria e, depois, dividir o peso por esse resultado.

Assim, alguém que meça 1,60m e pese 50kg deve fazer o seguinte cálculo: 1,60 x 1,60 = 2,56. E, depois, proceder ao cálculo final: 50 / 2,56 = 19,5. O IMC desta pessoa é de 19,5.

Use, agora, a nossa calculadora automática para calcular o seu IMC:


Simulador IMC Calcule o seu Índice de Massa Corporal

Insira um peso entre
30 e 150 kg
Insira uma altura entre
100 e 220 cm

RESULTADO

{{ simulator.imc.result.replace('.',',') }} {{[ 'Baixo Peso', 'Peso Normal', 'Excesso de Peso', 'Obesidade Grau I', 'Obesidade Grau II', 'Obesidade Mórbida', ][simulator.imc.ranking-1]}}

Classificação IMC(kg/m²)
Baixo Peso < 18,5
Peso Normal 18,5 a 24,9
Excesso de Peso 25 a 29,9
Obesidade Grau I 30 a 34,9
Obesidade Grau II 35 a 39,9
Obesidade Mórbida ≥ 40

O que significa ter um peso baixo, normal ou em excesso

Peso baixo

Ao contrário do que algumas pessoas possam pensar, ter um peso abaixo do recomendável é tão ou mais prejudicial do que ter excesso de peso. Possuir um IMC inferior a 19/20 pode ser sinal de um peso inferior ao normal.

Na origem de um peso baixo, podem estar vários fatores ou problemas, como: a privação alimentar; os distúrbios do comportamento alimentar, como a anorexia e a bulimia, por exemplo; as doenças metabólicas, como o hipertiroidismo ou a diabetes, por exemplo; os parasitas; as doenças inflamatórias intestinais, como a Doença de Crohn, por exemplo; as intolerâncias alimentares; as doenças hepáticas; e/ou o stress.

Algumas consequências de um Índice de Massa Corporal baixo podem ser: queda de cabelo, infertilidade, ausência de menstruação, fadiga, stress e ansiedade.

Quem tem peso baixo, deve consultar um médico, de modo a receber aconselhamento nutricional. Para ganhar peso de forma saudável e equilibrada, é importante fazer uma alimentação rica em nutrientes e calorias e praticar desporto, de forma a aumentar a massa muscular.


Peso normal

O peso normal é o peso ideal que cada pessoa deve ter, de acordo com a sua idade, género e outras variáveis. Para isso, de um modo genérico, deve ter-se um IMC entre 19 e 25. Isso significa que há um equilíbrio entre o peso e a altura. Para alcançar este objetivo, é importante fazer uma alimentação saudável e praticar exercício físico com regularidade.


Excesso de peso

De um modo geral, o excesso de peso pode corresponder a um IMC entre 25 e 30. Esta é também considerada uma situação de pré-obesidade. Neste caso, é importante consultar um médico e um nutricionista, de maneira a evitar o risco de desenvolver doenças cardiovasculares e de evoluir para um quadro de obesidade.

Além disso, é fundamental perceber qual a percentagem de massa gorda, de massa muscular e de água que o indivíduo tem.

Nesta situação, é essencial desenhar um programa alimentar e medir zonas críticas do corpo, como a barriga, a cintura e o peito, de maneira a conseguir-se avaliar periodicamente os resultados da dieta e das mudanças de estilo de vida.


Obesidade

Afigura-se como um quadro de obesidade ou de obesidade grave, quando genericamente existe um IMC de 30 ou mais. A obesidade pode ser classificada como moderada, grave, mórbida ou superobesidade.

Esta é uma doença crónica que pode afetar homens, mulheres e crianças. Nestes casos, é urgente consultar um médico, para avaliação do estado de saúde geral.

Nestas situações, a distribuição da massa gorda é determinante, na medida em que quando a gordura está maioritariamente acumulada na região abdominal, em torno dos órgãos internos, o risco de surgirem doenças cardiovasculares é significativamente maior.

As causas para este problema podem ser várias, tais como: a ingestão excessiva de calorias (isto é, consumir mais calorias do que aquelas que se despendem); as doenças metabólicas, como o hipotiroidismo ou a diabetes, por exemplo; e/ou os desequilíbrios hormonais da gravidez ou da menopausa.

Perder peso e sair de um quadro de obesidade pode evitar o risco de sofrer de doenças cardiovasculares, cancro, diabetes, gota, enfarte ou trombose.


Calcular IMC: para quê?

Calcular o IMC permite avaliar se a pessoa está acima ou abaixo do peso recomendado e, no caso das crianças, permite perceber se o seu desenvolvimento está de acordo com o expectável. O excesso de peso corresponde a um IMC ≥ 25 e a obesidade a um IMC ≥ a 30.

Saber se se está acima ou abaixo do peso recomendado ou se se está perto de uma situação de peso baixo ou de excesso de peso/pré-obesidade ajuda a avaliar o risco de aparecimento de certas doenças.

O excesso de peso e a obesidade potenciam o aparecimento de patologias, tais como:

  • Diabetes;
  • Dislipidemia (anomalias relacionadas com os lípidos/gordura existentes no sangue);
  • Doenças cardiovasculares (enfarte agudo do miocárdio e hipertensão arterial, por exemplo);
  • Doenças respiratórias (dispneia e apneia do sono, por exemplo);
  • Doenças osteoarticulares (lombalgias, dor articular, limitação de mobilidade e quedas, por exemplo);
  • Patologias psíquicas (depressão, ansiedade, alteração do comportamento alimentar e diminuição de autoestima).
tabela de imc

Dicas para (man)ter um IMC normal

Consultar um médico e um nutricionista

Se tem peso baixo ou em excesso, então deve consultar um médico e um nutricionista, de modo a avaliar o seu estado de saúde e a obter ajuda e acompanhamento nutricional para que saiba quais os hábitos alimentares que deve adotar.


Fazer uma alimentação saudável

Todos, mesmo quem tem um IMC normal, devem adotar uma dieta equilibrada, rica em vitaminas, sais minerais e proteína e pobre em comida processada.

É ainda importante comer, pelo menos, de 3 em 3 horas, de forma a evitar longos períodos de jejum, e beber pelo menos 1,5 litros de água por dia. Esta é uma forma de manter o peso controlado e evitar o efeito ioiô.


Ser ativo

Evitar o sedentarismo é outra medida essencial para um IMC saudável. Caminhar 30 minutos por dia é suficiente para colher alguns benefícios da atividade física regular.

De acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS) os adultos devem praticar por semana 150 minutos de exercício físico moderado a intenso ou 75 minutos de atividade física vigorosa.

Também é recomendável praticarem, pelo menos duas vezes por semana, exercício físico que melhore a força e a resistência musculares.


Mantenha-se ativo, pela sua Saúde!

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico. Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.