homem com a barriga inchada

Cirrose hepática: o que a pode causar e como tratar

4 mins. leitura

Indíce
  1. 1. O que é?
  2. 2. Possíveis causas
  3. 3. Sintomas
  4. 4. Diagnóstico
  5. 5. Tratamento

A cirrose hepática é uma condição de saúde que afeta o fígado, um dos órgãos vitais do corpo. Normalmente, surge como evolução de uma doença hepática crónica e leva à deterioração do fígado.

Neste artigo, vamos explicar a doença e os sintomas, bem como explorar as possíveis causas, tratamento e prevenção.


O que é cirrose hepática?

A cirrose hepática é uma doença progressiva que se carateriza pela formação de cicatrizes no fígado, prejudicando, desta forma, a sua função normal.

À medida que o fígado sofre lesões de forma contínua, este tenta reparar-se. Deste processo resulta o tecido cicatricial. Com a evolução da doença, surgem mais cicatrizes que, por sua vez, vão criar cada vez mais dificuldades ao funcionamento do fígado.

O fígado desempenha diversas funções essenciais, como filtrar o sangue e eliminar toxinas, processar nutrientes, produzir as proteínas necessárias para a coagulação do sangue ou produzir bílis, fundamental para a digestão de gorduras. Quando a cirrose se desenvolve, estas funções ficam comprometidas, provocando problemas de saúde.

Ainda que o fígado tenha uma grande capacidade de regeneração — é por isso que se pode fazer a doação, em vida, de parte deste órgão —, o dano hepático causado pela cirrose é, normalmente, irreversível. Só em casos muito raros é que pode ser revertido.

Eventualmente e a longo prazo, a lesão pode tornar-se tão extensa que pode levar à perda de funções do fígado (insuficiência hepática).

No entanto, se a doença for diagnosticada precocemente e a sua causa tratada, as lesões adicionais podem ser limitadas.


Possíveis causas da doença

Existem várias causas possíveis para a cirrose hepática. As mais comuns são:

  • Consumo excessivo de álcool;
  • Hepatites virais crónicas;
  • Fígado gordo;
  • Doenças autoimunes;
  • Cirrose biliar primária;
  • Cirrose por deficiência de Alfa-1 Antitripsina;
  • Medicamentos e substâncias tóxicas.

Entre as causas menos comuns estão doenças metabólicas hereditárias, obstrução dos ductos biliares, infeções parasitárias crónicas, doença de Wilson e cirrose criptogénica.


mulher com dor na zona à volta do fígado

Sintomas da cirrose hepática

A cirrose hepática pode ser assintomática na fase inicial, mas, à medida que a doença avança, os sintomas podem manifestar-se.

Na fase inicial (cirrose hepática compensada), o paciente pode sentir:

  • Cansaço e fraqueza;
  • Perda de apetite;
  • Perda de peso e de massa muscular;
  • Náuseas e vómitos;
  • Maior sensibilidade ou dor na zona à volta do fígado;
  • Capilares sanguíneos na pele acima do nível da cintura;
  • Comichão na pele;
  • Icterícia;
  • Tendência a magoar-se com mais facilidade, bem como sangramentos frequentes, no nariz e nas gengivas;
  • Queda de cabelo;
  • Febre;
  • Inchaço nas pernas, tornozelos e pés (edema);
  • Inchaço da barriga (ascite).

O paciente pode também apresentar alterações no comportamento, insónias, perda de memória, confusão e dificuldade de concentração. Este conjunto de situações pode resultar da deterioração da função cerebral (encefalopatia hepática) provocada pelas toxinas que o fígado não consegue remover do corpo.

Na fase mais avançada da doença (cirrose hepática descompensada), os sintomas incluem vomitar sangue ou evacuar fezes pretas. Isto acontece pelo facto de o sangue não fluir adequadamente pelo fígado, causando um aumento da pressão arterial na veia que transporta o sangue do intestino para o fígado, assim como varizes no estômago e esófago.

As toxinas que seriam, normalmente, removidas do corpo através da função de um fígado saudável, podem levar à falência de múltiplos órgãos e causar a morte.

Por isso, na presença destes sintomas, consulte o seu médico para diagnóstico e tratamento atempado.


médico mostra resultados de exames a paciente

Diagnóstico

Esta doença é silenciosa e pode desenvolver-se durante muitos anos sem sintomas. Muitas vezes, há uma suspeita médica da existência da cirrose apenas pelas análises sanguíneas ou pelos resultados de uma ecografia abdominal.

Assim, o diagnóstico envolve uma avaliação clínica completa, análises ao sangue, ecografia, tomografia computadorizada e ressonância magnética, que mostram as possíveis alterações no fígado. Em alguns casos, pode ser, ainda, realizada uma biópsia hepática.


Tratamento da cirrose hepática

O tratamento da cirrose hepática depende da causa subjacente e da gravidade da doença.

Em casos leves, pode envolver a correção de hábitos prejudiciais, como deixar de beber bebidas alcoólicas e melhorar a dieta.

Se a doença for causada por uma hepatite, há medicamentos que, na maioria das vezes, conseguem eliminar ou controlar os vírus.

Em casos mais avançados, podem ser necessárias medicações, nomeadamente: diuréticos, para eliminar líquidos; bloqueadores beta, para diminuir o risco de hemorragia; e antibióticos, para prevenir ou tratar infeções.

Também é possível recorrer-se à endoscopia para tratamento de varizes do esófago e/ou do estômago, bem como a tratamentos para impedir o crescimento do carcinoma hepatocelular (o tipo mais comum de cancro do fígado).

Quando estamos perante um diagnóstico de cirrose hepática grave, o transplante de fígado pode ser a única opção. A taxa de sobrevivência é de cerca de 80%.


Prevenção da cirrose hepática

Tendo em conta as consequências sérias que a cirrose hepática pode ter para a saúde, é fundamental prevenir esta doença, adotando cuidados como:

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico.

Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Este artigo foi útil?

Obrigado pelo seu feedback.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.

Encontre o melhor
Prestador Medicare perto de si

Código Postal inválido

Pesquise entre os mais de 17 500 Prestadores
da Rede de Saúde Medicare.

Política de Privacidade