médico a analisar pescoço de doente mulher

Papeira: saiba mais sobre esta doença

3 mins. leitura

Indíce
  1. 1. Sintomas
  2. 2. Tratamentos
  3. 3. Prevenção

A papeira ou parotidite é uma doença causada pelo vírus paramyxovirus que normalmente acontece na infância, mas pode afetar adultos. É, na maioria dos casos, benigna para crianças, mas nos adultos pode ser grave.

Esta doença é altamente contagiosa e é transmitida por via respiratória, através de gotículas de saliva ou nasais ou por contacto direto. Provoca o inchaço de uma ou ambas as glândulas parótidas, situadas na zona da mandíbula, abaixo de cada ouvido. A vacinação é eficaz para a sua prevenção.


Papeira: sintomas, tratamento e prevenção

Esta infeção é causada pelo vírus da papeira que se transmite de pessoa para pessoa através da tosse, espirros e saliva, bem como pelo contacto com objetos e superfícies contaminadas.

O vírus atinge as glândulas salivares entre 12 a 24 horas, acompanhado de febre que persiste durante 24 a 72 horas.

A papeira é contagiosa durante 48 horas antes e seis a nove dias após o início dos sintomas da doença. O período de incubação é entre 12 a 24 dias.


menino a ser analisado por médico

Sintomas

A maioria das crianças não apresenta sintomas ou apresenta sintomas muito leves. No entanto, os sintomas mais comuns em crianças e adultos são:

  • Desconforto nas glândulas salivares ou nas glândulas parótidas;
  • Dificuldade em mastigar;
  • Dor e sensibilidade dos testículos
  • Febre;
  • Dores de cabeça;
  • Dores musculares:
  • Fadiga;
  • Perda de apetite.

O diagnóstico deve ser feito por um médico, pois estes sintomas podem ser confundidos com outras situações clínicas.

Na papeira, as complicações graves são raras, mas podem acontecer e são mais frequentes nos adultos:

  • Inflamação dos testículos que pode causar atrofia testicular e diminuição da fertilidade;
  • Inflamação dos ovários e/ou tecido mamário;
  • Pancreatite;
  • Encefalite;
  • Meningite;
  • Surdez.

homem sentado no sofá com dores no pescoço

Tratamento

Não há tratamento curativo para a papeira, ou seja, apenas é administrada medicação analgésica ou antipirética para alívio dos sintomas que, por norma, desaparecem ao fim de uma ou duas semanas.

Também podem ser usadas compressas frias ou mornas para aliviar o inchaço e dores.

Deve ser realizada uma dieta mole para reduzir a necessidade de mastigação, bem como reforçada a ingestão hídrica.


Prevenção

A prevenção é feita através da vacinação. A vacina para a papeira está incluída nas recomendações atuais e é administrada aos 12 meses, juntamente com a do sarampo e da rubéola, havendo depois um reforço entre os cinco e os seis anos de idade. Quem teve papeira fica imune para a vida toda.

Como a papeira é contagiosa durante cerca de 48 horas antes de surgirem os sintomas, não é necessário o isolamento do resto da família – exceto grávidas – pois o mais provável é terem sido todos expostos ao vírus.

As crianças com papeira não devem ir à escola ou infantário durante nove dias após o início do inchaço das glândulas parótidas.

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico.

Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Este artigo foi útil?

Obrigado pelo seu feedback.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.

Encontre o melhor
Prestador Medicare perto de si

Código Postal inválido

Pesquise entre os mais de 17 500 Prestadores
da Rede de Saúde Medicare.

Política de Privacidade