menina a tossir para parte interna do cotovelo

Tipos de tosse: conheça quais e os cuidados a ter

4 mins. leitura

Indíce
  1. 1. Sintomas
  2. 2. Causas
  3. 3. Tipos
  4. 4. Tratamento

A tosse nem sempre é igual, podendo ser seca ou produtiva e também aguda ou crónica, pelo que a forma de atacar este sintoma e, mais ainda, o problema que lhe está subjacente, difere de caso para caso.


Tosse: sintoma ou doença?

Antes de mais, interessa esclarecer que a tosse é um sintoma e não uma doença. De facto, a tosse é uma resposta do corpo quando há uma irritação das vias aéreas e acontece como forma de expulsar algo ou de impedir elementos nocivos, como poeiras, mas também bactérias, vírus ou outras substâncias que podem ser nocivas para o nosso organismo.

A tosse resulta da contração da cavidade torácica, um movimento normalmente repentino e que se repete várias vezes.

Por isso, a tosse funciona como um mecanismo de proteção do organismo e alerta-nos para a existência de uma alergia, de uma infeção ou para outras doenças potencialmente mais graves.


As causas mais comuns da tosse

A tosse pode surgir como resposta à poeira que está no ar ou porque, inadvertidamente, a pessoa, aspirou o fumo do tabaco ou de qualquer outra substância irritativa.

Uma infeção das vias respiratórias, como uma gripe ou constipação, é uma das causas mais comuns para o surgimento da tosse; também pode surgir como consequência de uma alergia, ou pode também ser sintoma de doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC).

É também comum a existência de tosse em pessoas com refluxo gastroesofágico, provocada pelos ácidos provenientes do estômago.


mulher a tossir

Os diferentes tipos de tosse

A tosse é dividida em vários tipos, desde logo pela duração e frequência com que se apresenta. Assim, a tosse pode ser aguda, ou de curta duração, ou crónica, quando se trata de um quadro que se arrasta por semanas, meses ou mesmo anos.

De resto, a tosse pode ser considerada produtiva (tosse com expectoração) ou tosse não produtiva (ou seca).

A tosse seca é uma tosse irritativa e que, normalmente, tem origem num formigueiro, uma espécie de comichão na garganta. Trata-se de uma resposta a uma irritação nas vias respiratórias superiores e a irritação vai aumentando com a frequência da tosse.

No caso da tosse produtiva, há expectoração e a necessidade de exteriorizar esses fluídos. De resto, neste caso não se deve recorrer aos antitússicos, já que a expectoração ajuda a remover as partículas estranhas e o antitússico vai atrasar a recuperação, já que facilita a acumulação das secreções.

Também a cor e o aspecto destas secreções ajudam a identificar o problema que está na origem da tosse. Sendo que, se for de cor amarela ou esverdeada é sinal de infeção, no caso de haver sangue ou ter uma aparência espumosa pode tratar-se de bronquite, pneumonia ou de outras condições mais graves.


homem e mulher a tossir no sofá

Como tratar a tosse

Antes de partir para o tratamento da tosse é preciso identificar de que tipo de tosse se trata e se, de facto, precisa ser tratada.

No que toca à tosse aguda ou de curta duração não há, por norma, grandes preocupações em relação a medidas terapêuticas. Exceto no caso em que se trate de uma tosse seca bastante irritativa e que pode ser resolvida, ou acalmada, com um antitússico.

Tratando-se de uma tosse com expectoração, o acto de expectorar é já uma forma de tratamento para o problema que levou à instalação da tosse e as medidas a tomar são, normalmente, para o tratamento da doença que provocou a tosse e não para a tosse em si.

A tosse crónica deve ser encarada com mais atenção e obriga à identificação do problema que a originou.

De uma forma geral, e seja qual for o tipo de tosse, a hidratação e lubrificação das vias respiratórias é importante para o tratamento. Portanto, é importante ingerir muita água e outros líquidos, como chás ou sopas, além de dissolver rebuçados na boca, de preferência sem açúcar.

Fazer nebulizações ou hidratar o nariz com soro fisiológico são outras medidas indicadas para combater a tosse, uma vez que, no caso da tosse com expectoração, amolecem as secreções e, na tosse seca, hidratam a mucosa.

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico. Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Este artigo foi útil?

Obrigado pelo seu feedback.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.

Encontre o melhor
Prestador Medicare perto de si

Código Postal inválido

Pesquise entre os mais de 17 500 Prestadores
da Rede de Saúde Medicare.

Informação Adicional
sobre Proteção de Dados

Mediante o seu consentimento, os seus dados pessoais serão recolhidos, processados e armazenados informaticamente pela MED&CR - Sistemas de Gestão de Cartões de Saúde Unipessoal Lda. ("Medicare"), com sede na Rua Rodrigues Sampaio n.º 103, 1050-196 Lisboa, número de telefone 219 441 113, e-mail info@medicare.pt , enquanto entidade responsável pelo tratamento dos dados pessoais, nos termos e para os efeitos identificados na lei aplicável, incluindo o Regulamento UE 2016/679 (Regulamento Geral de Proteção de Dados/RGPD) para as finalidades de envio de comunicações de marketing e envio de informação comercial e promocional relativa a produtos e serviços da Medicare.

A informação fornecida será tratada de forma confidencial e utilizada para os fins acima descritos.

A Medicare guardará, tratará e comunicará, quando aplicável, os seus dados de identificação e contacto enquanto não retirar o seu consentimento, de forma a poder apresentar-lhe as promoções, serviços e condições que possam ser mais vantajosas.

Os seus dados poderão ser tratados diretamente pela Medicare ou por entidades por si subcontratadas para o efeito (e sujeitas a obrigações de privacidade e confidencialidade próprias), podendo os dados ser comunicados a autoridades legais e regulatórias, nos termos previstos e determinados por lei. Estas entidades estarão sedeadas dentro do território da UE.

Poderá a qualquer momento retirar o seu consentimento enviando um email para politica.privacidade@medicare.pt, o que não invalida, no entanto, o tratamento efetuado até essa data com base no consentimento previamente dado. Poderá a qualquer momento, através do e-mail disponibilizado, exercer os seus direitos legais de acesso, retificação, portabilidade, limitação do tratamento, esquecimento.

Poderá também exercer o seu direito de reclamação à Comissão Nacional de Proteção de Dados, se considerar que os seus direitos não estão a ser cumpridos.

Para mais informação sobre os termos de tratamento de dados pela Medicare, sugerimos que consulte a Politica de Privacidade, disponível em www.medicare.pt/politica-de-privacidade.