bebé com manchas na pele do rosto

9 problemas de pele comuns nos bebés

5 mins. leitura

Indíce
  1. 1. Assaduras
  2. 2. Brotoeja
  3. 3. Alergias
  4. 4. Crosta láctea
  5. 5. Dermatite atópica

A pele do bebé é, normalmente, associada a suavidade e perfeição, mas há vários problemas que podem afetá-la. Aprenda a identificá-los e saiba como tratar.

A pele é um órgão essencial para a proteção do ser humano contra agentes do meio ambiente. Para os recém-nascidos, que só agora se estão a adaptar à vida fora do útero, o seu papel enquanto barreira protetora é particularmente importante. No entanto, nesta fase, é comum surgirem alguns problemas que podem afetar a pele do bebé.

Embora, na maioria dos casos, sejam alterações passageiras e sem gravidade, os pais devem aprender a identificá-las para saber como lidar com a situação.


Quais os problemas de pele mais frequentes nos bebés e como tratar?

As erupções cutâneas nos bebés são, normalmente, causadas por infeções (bacterianas, fúngicas ou víricas) ou, muito simplesmente, por fricção, como é o caso das assaduras. Podem também ser fruto de uma reação alérgica ou da exposição a uma substância irritante.

Pequenas espinhas, descamação, vermelhidão, comichão, nódulos e quistos são alguns dos sintomas.


Assaduras

As assaduras ou dermatite da fralda são, como o próprio nome indica, causadas pelo contacto prolongado da pele com a fralda, nomeadamente quando esta tem urina ou fezes. À semelhança de outras dermatites de contacto, o eritema da fralda provoca vermelhidão e uma sensação de queimadura, podendo mesmo levar à criação de feridas na área genital e no rabinho do bebé.

Embora menos frequente, a assadura também pode ser causada por bactérias.

Tratamento:
As fraldas devem ser trocadas com frequência, a cada três horas, no máximo, e sempre que o bebé faz cocó. A limpeza deve ser feita, preferencialmente, com algodão e água e em movimentos suaves, para não provocar atrito.

Já as toalhitas humedecidas só devem ser usadas quando não é possível recorrer aos outros métodos. Estes cuidados costumam ser o suficiente para tratar as assaduras. É também recomendada a aplicação de uma camada de creme protetor a cada troca de fralda e que o bebé fique sem fralda por alguns minutos ao longo do dia.


Brotoeja

A miliária, mais conhecida por brotoeja, surge normalmente nas primeiras semanas do bebé e é mais comum em climas quentes. É causada pela obstrução dos canais das glândulas sudoríparas, dando origem a pequenos pontos vermelhos ou a vesículas nas zonas de maior transpiração, como as dobras das pernas, o pescoço, o couro cabeludo, a cara e o tórax.

Tratamento:
Evitar temperaturas elevadas no quarto do bebé e na casa. Durante o verão, ou quando está mais calor, deve vestir-se o bebé com roupas frescas, preferencialmente, de algodão. O banho deve ser com água morna e a pele hidratada com talco líquido.

É desaconselhada a utilização de óleos corporais, hidratantes ou outro tipo de cremes mais gordurosos, porque podem obstruir os poros, provocando ou agravando esta condição.


Alergias

A alergia, ou dermatite de contacto, ocorre, normalmente, por irritação primária. Isto é, quando uma qualquer substância ou material, como um tecido sintético ou produtos de higiene, contactam com a pele do bebé, provocando irritação, comichão, vermelhidão e, eventualmente, lesões.

Tratamento:
Para evitar este problema, deve manter-se o bebé afastado de materiais ou de substâncias potenciadoras de alergias. No caso de a alergia já estar instalada, e sempre de acordo com o conselho médico, poderá recorrer-se a medicamentos, nomeadamente anti-histamínicos ou corticoides de uso tópico.


mãe a colocar creme nos ombros do bebé

Crosta láctea

A dermatite seborreica, ou crosta láctea, é muito comum nos bebés que ainda mamam (lactentes). Pode surgir nas primeiras semanas de vida, desaparecendo, normalmente, antes de o bebé completar um ano.

Carateriza-se por crostas brancas ou amareladas, acompanhadas de alguma vermelhidão, no couro cabeludo, nas sobrancelhas, na testa e também nas asas nasais.

Crê-se que a dermatite seborreica possa ser causada pelas hormonas maternas ainda presentes no organismo do bebé e que potenciam a secreção de sebo na pele.

Tratamento:
Esta condição é benigna e autolimitada, o que significa que a crosta láctea desaparece com o tempo e não exige tratamento. Colocar óleo mineral ou vegetal nas crostas antes do banho e lavar o couro cabeludo com champôs infantis suaves contribui, no entanto, para atenuar o problema.


Impetigo

O impetigo é uma infeção bacteriana altamente contagiosa e que afeta, particularmente, o rosto, podendo atingir outras partes do corpo. Pode ocorrer após uma picada de inseto ou de um traumatismo, bem como na sequência de outras doenças, como a dermatite atópica. A pele fica com feridas, crostas, secreções e, por vezes, bolhas.

Tratamento:
As feridas devem ser limpas com água e sabão suave e as crostas devem ser removidas. O médico pode receitar antibióticos orais e a aplicação de pomadas com antibiótico.


Acne neonatal

A acne neonatal é muito semelhante à acne nos adolescentes, manifestando-se através de pontos negros, pequenas pápulas vermelhas e espinhas com a cabeça amarela. Trata-se de uma inflamação benigna e que se supõe estar relacionada com a persistência de hormonas maternas no bebé após o parto.

Tratamento:
Neste caso, pouco mais há a fazer além de manter a pele do bebé limpa. A acne neonatal não deixa marcas e desaparece espontaneamente até ao terceiro ou quarto mês.


bebé com manchas vermelhas nos pés

Dermatite atópica

É um dos problemas de pele mais comuns nos bebés e consiste numa inflamação de cor avermelhada que causa uma comichão intensa, crostas e feridas.

Embora as causas não sejam totalmente conhecidas, há vários fatores que contribuem para o surgimento do eczema ou dermatite atópica. Pode ter origem genética — é frequente haver outras pessoas com eczema na família — imunológica ou ser desencadeado por agentes externos.

Entre esses agentes estão o pólen, ácaros, mofo ou o pelo de animais, bem como substâncias ou materiais potencialmente alergénicos.

Tratamento:
Excluir os fatores de risco é o primeiro passo para o tratamento. Para evitar que a pele resseque, os banhos deverão ser rápidos e com água morna. É fundamental, ainda, que sejam usados sabonetes específicos para a dermatite atópica. Logo após o banho, enquanto a pele ainda está molhada, dever-se-á aplicar hidratante, também apropriado para este tipo de pele.

As lesões deverão ser tratadas com medicamentos de aplicação tópica, aconselhados por um médico especialista, normalmente corticoides e anti-histamínicos, para controlo da comichão.


Eritema tóxico

O eritema tóxico carateriza-se por manchas vermelhas no tronco e na face do bebé nos primeiros dias de vida, desconhecendo-se ainda a sua origem. Sabe-se, no entanto, que são benignas e não transmissíveis.

Tratamento:
Na realidade, não é necessário qualquer tratamento, uma vez que as manchas desaparecem espontaneamente em três a sete dias. No entanto, é necessário adotar alguns cuidados, como evitar dar muitos banhos ou utilizar produtos que possam irritar a pele.


Mancha mongólica

De cor azul-acinzentada, as manchas mongólicas surgem, normalmente, na parte inferior das costas ou nas nádegas. São mais frequentes em bebés de origem africana ou asiática, mas também ocorrem em bebés caucasianos. Apesar de se confundirem com nódoas negras, estas manchas não provocam dor.

Tratamento:
As manchas mongólicas não requerem tratamento, vão-se tornando menos evidentes com o tempo, podendo levar alguns anos a desaparecer completamente.

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico.

Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Este artigo foi útil?

Obrigado pelo seu feedback.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.

Encontre o melhor
Prestador Medicare perto de si

Código Postal inválido

Pesquise entre os mais de 17 500 Prestadores
da Rede de Saúde Medicare.

Política de Privacidade