mulher grávida a sorrir sentada no sofá

O que esperar no primeiro trimestre de gravidez?

2 Dezembro, 2021 • 6 mins. leitura

O primeiro trimestre de gravidez marca o início da gestação e, por isso, o corpo da mulher encontra-se em processo de adaptação a essa nova fase.

Assim, há uma série de cuidados que deve ter em conta para que tudo decorra da melhor forma, assim como algumas consultas e exames a que não pode mesmo faltar. Tome nota de tudo o que deve saber nesta fase.


Primeiro trimestre de gravidez: tudo o que precisa de saber

A gestação é dividida em três trimestres, sendo que o primeiro trimestre de gravidez corresponde às primeiras 13 semanas de gestação. Trata-se de uma fase crucial no desenvolvimento fetal e, por isso, há alguns cuidados que é importante que a mulher adote, assim que sabe que está grávida.

Para a ajudar neste momento em que tudo é novo, reunimos as principais informações que deve ter em conta no seu dia-a-dia.


Exames

Logo no primeiro trimestre de gravidez, há exames essenciais que deve realizar, de modo a avaliar se tudo está bem com o bebé e se a gestação está a decorrer como esperado. Os principais exames a fazer são:

Exames Primeiro Trimestre de Gravidez
Exame Quando? Para quê?
Rastreio combinado do 1º trimestre Entre as 8 e as 13 semanas + 6 dias de gestação
  • Avaliar os parâmetros analíticos e dados ecográficos, que permitem calcular o risco do bebé apresentar alterações cromossómicas tais como a Trissomia 21 (Síndrome de Down).
Ecografia do 1º trimestre Entre as 11 e as 14 semanas de gestação
  • Datar a gravidez;
  • Avaliar as estruturas fetais existentes;
  • Rastrear eventuais malformações.

Consultas

Geralmente, no primeiro trimestre de gravidez, deve haver lugar a uma consulta, antes das 12 semanas de gestação.

Nessa consulta, é realizada:

  • A história clínica da gestação;
  • A recolha de antecedentes médicos pessoais e familiares;
  • A história obstétrica prévia;
  • A medição da tensão arterial;
  • A avaliação do peso da gestante;
  • A entrega do Boletim de Saúde da Grávida.
médica mostra exame ao cérebro ao paciente

Alimentação

Durante a gestação, é ainda mais importante que a mulher faça uma alimentação saudável e equilibrada.

A dieta deve ser variada e rica em alimentos nutritivos e de qualidade, como ovos, peixe gordo, carnes brancas ou vermelhas, ervilhas, feijão, grão, favas, lentilhas, leite, queijo, iogurtes, vegetais, fruta e líquidos (água, infusões, sopa). É ainda importante que faça as principais refeições diárias e que não passe muito tempo em jejum.

As gestantes que não são imunes à toxoplasmose devem ter o cuidado de desinfetar as mãos antes e depois de cozinhar, assim como devem higienizar muito bem as frutas e os legumes e comer as carnes sempre bem passadas.

Durante o primeiro trimestre de gravidez, não é expectável que a grávida aumente mais do que dois a três quilos de peso, o equivalente a cerca de um quilo e meio por mês.

Confira, agora, o que deve e não deve fazer durante a gestação, em termos de hábitos alimentares.


Sinais de alerta

Existem alguns sinais de alerta a que deve estar atenta, pois carecem de avaliação médica. Perante os seguintes sintomas, deve procurar o serviço de urgência mais próximo de si:

  • Hemorragias;
  • Dor abdominal/pélvica constante;
  • Febre;
  • Contrações constantes, que não param;
  • Perda de líquido amniótico;
  • Corrimento vaginal acompanhado de prurido, cheiro ou ardor;
  • Dor ou ardor ao urinar;
  • Vómitos constantes;
  • Inchaço matinal no rosto e nos membros;
  • Dores de cabeça fortes ou constantes;
  • Perturbações da visão;
  • Hipertensão;
  • Grande aumento de peso em pouco tempo;
  • Diminuição dos movimentos fetais.

Outros aspetos a considerar

Há, ainda, outros cuidados que deve ter no primeiro trimestre de gravidez.

No que respeita à roupa que veste, é importante que ela se vá adaptando ao tamanho da barriga e não comprima as pernas e os tornozelos, de modo a prevenir inchaços.

O calçado também deve ser confortável e, de preferência, raso. O soutien deve ser de algodão e adequado ao tamanho da mama que sofrerá alterações ao longo da gravidez, assim como a barriga.

É importante praticar exercício físico, desde que não seja de alto impacto. Caminhadas são uma boa opção, não esquecendo uma correta hidratação quer antes, quer após a realização da atividade física.

As relações sexuais não estão desaconselhadas, a menos que haja contrações, perdas de sangue ou historial de aborto.

médica mostra exame ao cérebro ao paciente

Como lidar com os desconfortos mais comuns no primeiro trimestre de gravidez?

Durante o primeiro trimestre de gravidez, a gestante pode sentir alguns desconfortos, como cansaço, enjoos, náuseas, entre outras manifestações que até podem dificultar a realização das tarefas mais básicas do dia-a-dia.

Porém, é possível conseguir contornar alguns destes incómodos, se seguir alguns truques e dicas.


Recomendações para atenuar os desconfortos da gravidez
Desconfortos Formas de aliviar os sintomas
Náuseas e vómitos
  • Comer uma bolacha ao deitar e ao acordar
  • Mastigar bem
  • Dividir as refeições ao longo do dia
  • Não frequentar espaços com cheiros fortes
  • Evitar refogados ou condimentos
  • Comer alimentos sólidos, mas não muito quentes
Cansaço e fadiga
  • Procurar aumentar o número de horas que dorme por noite
  • Dormir com uma almofada de amamentação que facilita a posição
Tonturas e desmaios
  • Não frequentar ambientes muito quentes ou com muitas pessoas
  • Evitar mudar de posição bruscamente
  • Não passar muitas horas sem comer
  • Sentar-se, baixar a cabeça e elevar as pernas
Hipersensibilidade mamária
  • Vestir um soutien de alças largas e adaptado ao tamanho da mama
Dores de cabeça, de costas e/ou pélvicas
  • Descansar, sempre que possível
  • Tomar um analgésico, desde que recomendado pelo médico

No primeiro trimestre ocorrem muitas alterações no corpo da mulher, siga as nossas dicas e sinta-se melhor.

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico. Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.