Novas adesões +351 211 165 540
Apoio ao cliente +351 219 441 113
Coronavirus: trabalhar fora de casa

Coronavírus: todos os cuidados a ter ao trabalhar fora de casa

4 mins. leitura

No passado dia 03 de maio, o nosso país passou de um Estado de Emergência para uma situação de calamidade. A par desta alteração, foi adotado um plano de desconfinamento que continua a obrigar a adotar medidas excecionais que previnam, ao máximo, a propagação do contágio do novo coronavírus.

Porém, já foram muitos os que voltaram a trabalhar fora de casa e a ter de encarar esta espécie de “nova realidade”.

Este plano de desconfinamento está dividido em 3 fases (4 de maio, 18 de maio e 1 de junho) que correspondem à implementação de novas regras e normas. O sucesso desta etapa de desconfinamento depende de cada um de nós e, por isso, se já recomeçou a trabalhar fora de casa, deve atentar em alguns aspetos essenciais e, sobretudo, entender o que pode ou não fazer em cada momento. Nós explicamos-lhe tudo!


Como se deve comportar ao ir trabalhar fora de casa?

Voltar a trabalhar fora de casa não significa regressar à rotina normal do seu dia-a-dia, como a conhecia. O modo de circular nas ruas e nos transportes públicos está diferente; a maneira de se comportar e movimentar na sua empresa é distinta; os cuidados de higiene e segurança desde que sai até que entra em casa, são, forçosamente, outros.

Por isso, é natural que tenha dúvidas sobre como se comportar, agora que tem de regressar ao trabalho fora de casa.


Quais as novas regras?

Neste momento, a generalidade dos cidadãos é obrigada a:

  • Isolamento domiciliário obrigatório para doentes Covid-19 e em vigilância ativa;
  • Dever cívico de recolhimento domiciliário;
  • Proibição de eventos ou ajuntamentos com mais de dez pessoas (exceto em funerais) ou concentração de mais de cinco pessoas por 100m2 em espaços fechados;
  • Correta higienização das mãos e prática de uma boa etiqueta respiratória;
  • Cumprimento do distanciamento físico de dois metros;
  • Uso obrigatório de máscara nos transportes públicos, escolas, comércio e outros locais fechados com várias pessoas.

Para isso, o governo deve disponibilizar e assegurar:

  • as máscaras e gel desinfetante;
  • a higienização regular dos espaços;
  • a lotação máxima reduzida em diversos espaços.

Máscaras: o que deve saber

Como já referimos, desde o passado dia 04 de maio, tornou-se obrigatório usar máscara (cirúrgica ou comunitária) nos transportes públicos; escolas; comércio e locais fechados com várias pessoas.

Portanto, se utiliza transportes públicos e/ou trabalha num sítio fechado, é sinal de que, por lei, tem de utilizar máscara e colocá-la corretamente (como é óbvio) nesses espaços.

Para que o uso de máscara seja seguro e eficaz, deve cumprir os seguintes passos, sempre que a põe e tira:

  • Lavar bem as mãos, antes de pôr a máscara.
  • Colocar o lado branco (interno) da máscara virado para a cara e ajustar bem, tapando tanto a boca como o nariz, ajustando a máscara acima ao nível dos ossos nasais e por baixo do queixo.
  • Enquanto usar a máscara, não deve tocar nela com as mãos.
  • Quando quiser retirar, deve novamente lavar bem as mãos.
  • Remover a máscara, segurando apenas os elásticos.
  • Descartar a máscara (se for descartável) ou lavá-la (se for reutilizável).
  • Finalizar, lavando novamente as mãos.

Etiqueta respiratória

Em qualquer circunstância, em qualquer local, com ou sem máscara, deve praticar uma correta etiqueta respiratória, ou seja, tossir ou espirrar para um lenço descartável ou para a prega interna do seu cotovelo. Só assim se previne a transmissão do novo coronavírus.


Distanciamento social

O uso de máscara não dispensa o respeito pelo distanciamento social, ou seja, por cumprir cerca de 1 a 2 metros de distância, relativamente às pessoas com quem se cruza na rua; que o acompanham nos transportes públicos; ou mesmo que são seus colegas de trabalho.


Higienização das mãos

Seja com água e sabão, seja com álcool ou uma solução de gel desinfetante, é aconselhável a correta e frequente lavagem das mãos, de modo a evitar a propagação do novo coronavírus.

Mesmo que opte por usar luvas, deve manter a rotina de higienizar as mãos. No caso de estar a trabalhar fora de casa, deve adotar e repetir este hábito várias vezes ao longo do dia.


Como me devo comportar no meu local de trabalho?

Como funcionário ou proprietário, deve certificar-se de que no seu espaço de trabalho são cumpridas as diretrizes elaboradas pelo governo, nomeadamente:

  • Desinfeção regular dos espaços;
  • Redução da lotação do espaço para 2/3;
  • Uso de gel desinfetante e máscaras por todos os frequentadores do espaço;
  • Respeito pelo distanciamento social;
  • Quando obrigatório, recurso ao sistema de marcação prévia.

O que esperar desta e das próximas fases do plano de desconfinamento?

O plano de desconfinamento que teve início a 4 de maio, sofreu alterações a 18 de Maio. Será revisto a cada 15 dias, sendo a próxima no dia 1 de junho. A perspetiva é que, à medida que o plano avança, mais serviços sejam reabertos e o desconfinamento se alargue.

Apesar de já todas as medidas de desconfinamento terem sido difundidas, ainda há incertezas quanto a alguns aspetos do futuro. Por isso, para já, o que sabemos é que, desde o dia 04 de maio, estão em funcionamento:

  • Serviços públicos: balcões desconcentrados de atendimento ao público (por marcação prévia);
  • Lojas com porta aberta para a rua até 200m2 (a partir das 10 horas);
  • Livrarias e comércio automóvel, independentemente da área;
  • Cabeleireiros, barbeiros, manicures, pedicures e similares (por marcação prévia);
  • Bibliotecas e arquivos;
  • Jardins zoológicos, oceanários, fluviários e afins;
  • Prática de desportos individuais ao ar livre (sem utilização de balneários, nem piscinas);
  • Pesca lúdica.

Todos os cuidados a ter ao trabalhar fora de casa

Cuidados ao sair de casa

  • Procure vestir roupas de manga comprida;
  • Apanhe o cabelo e evite usar acessórios;
  • Use máscara (caso vá frequentar espaços em que ela seja obrigatória);
  • Leve luvas ou lenços descartáveis, caso tenha de tocar em alguns objetos e superfícies, ou higienize de imediato as mãos, se não tiver nenhuma proteção manual;
  • Pratique uma correta etiqueta respiratória;
  • Respeite o distanciamento social de cerca de 2 metros;
  • Evite tocar na máscara ou na cara (boca, olhos ou nariz);
  • Se mexer em dinheiro, desinfete as mãos de seguida.

Cuidados ao regressar em casa

  • Tente não tocar em nada, antes de lavar as mãos;
  • Deixe os sapatos, chaves, carteira e outros objetos que usou na rua, na entrada de casa;
  • Coloque a roupa exterior num saco e, alguns dias depois, lave-a a 60ºC;
  • Limpe o telemóvel com toalhitas humedecidas;
  • Tome banho.
Partilhe este artigo:
Artigos relacionados:
Ver mais

Pedido enviado Falaremos consigo
assim que possível

Quer aderir? Ligamos grátis
Precisamos do seu consentimento para o contactar.