desenho de uma cabeça humana a ter pensamentos bipolares

Transtornos de Humor: O que são e que tratamentos existem?

3 mins. leitura

Indíce
  1. 1. O que são transtornos de humor?
  2. 2. Quais as causas?
  3. 3. Quais os sintomas?
  4. 4. Existe tratamento?
  5. 5. Como viver com um transtorno de humor?

Os sintomas dos transtornos de humor podem variar de acordo com o tipo específico, mas alguns sintomas comuns podem incluir alterações do humor, como tristeza intensa, irritabilidade, euforia exagerada ou humor cronicamente deprimido e compromete a capacidade funcional física e social do indivíduo.

Também podem estar presentes alterações no sono, apetite e níveis de energia, perda de interesse ou prazer em atividades cotidianas, dificuldades de concentração, sentimentos de culpa ou baixa autoestima, agitação ou lentidão psicomotora, e até mesmo pensamentos de morte ou suicídio.


Quais as causas que provocam este tipo de transtornos?

As causas dos transtornos de humor são multifatoriais e podem envolver uma combinação de fatores genéticos, biológicos, ambientais e psicossociais.

Fatores genéticos desempenham um papel importante na suscetibilidade a esses transtornos, sendo observada uma maior incidência em pessoas com histórico familiar da condição.

Desequilíbrios químicos no cérebro, como alterações nos neurotransmissores serotonina, noradrenalina e dopamina, também estão associados ao desenvolvimento de transtornos de humor.


Mulher depressiva com as mãos na cabeça

Quais os sintomas mais comuns nos transtornos de Humor?

Os sintomas dos transtornos de humor podem variar de acordo com o tipo específico, mas alguns sintomas comuns podem incluir:

  • Alterações do humor, como tristeza intensa, irritabilidade, euforia exagerada ou humor cronicamente deprimido;
  • Alterações no sono;
  • Alterações ao nível do apetite e níveis de energia;
  • Perda de interesse ou prazer em atividades quotidianas;
  • Dificuldades de concentração;
  • Sentimentos de culpa;
  • Baixa autoestima;
  • Agitação;
  • Lentidão psicomotora;
  • Pensamentos de morte ou suicídio.

Quais os transtornos de humor mais comuns?

De acordo com o DSM-V (Manual de diagnóstico e estatístico de transtornos mentais) existem vários tipos de transtornos de humor, mas os mais prevalentes e conhecidos são:

  • Depressão: A depressão é um transtorno de humor caraterizado por sentimentos persistentes de tristeza, perda de interesse em atividades, alterações no sono e apetite, fadiga e dificuldade de concentração. Pode variar em intensidade e duração, podendo afetar todos os aspetos da vida de uma pessoa.
  • Transtorno Bipolar: O transtorno bipolar é caraterizado por oscilações extremas de humor, que variam entre episódios de depressão e episódios de mania ou hipomania. Durante os episódios de mania, a pessoa pode apresentar uma elevação do humor, aumento da energia, comportamentos impulsivos e falta de sono.

Mulher numa sessão terapêutica

Como é feito o diagnóstico para este transtorno?

O diagnóstico dos transtornos de humor é realizado por profissionais de saúde mental, com base em uma avaliação clínica abrangente.

O processo de diagnóstico envolve uma avaliação detalhada dos sintomas relatados pelo paciente, histórico médico e psiquiátrico, além de observação do comportamento e estado emocional.

Os critérios diagnósticos estabelecidos no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5) são amplamente utilizados como referência para identificar transtornos de humor específicos, como depressão maior, transtorno bipolar e transtorno de humor persistente.

Exames complementares, como exames de sangue e imagem cerebral, podem ser solicitados para descartar causas médicas subjacentes ou contribuintes.

O diagnóstico adequado é essencial para guiar o tratamento apropriado e personalizado para cada indivíduo, levando em consideração fatores biológicos, psicológicos e sociais.


Que opções de tratamentos existem para os transtornos de humor?

O tratamento dos transtornos de humor deve envolver uma abordagem multidisciplinar, incluindo psicoterapia, uso de medicamentos e medidas de autocuidado.

  • A Psicoterapia, como a terapia cognitivo-comportamental, pode ajudar a identificar padrões de pensamentos negativos e a desenvolver estratégias de enfrentamento saudáveis.
  • Os Medicamentos, como antidepressivos, estabilizadores de humor ou ansiolíticos, podem ser prescritos para ajudar a regular o humor e reduzir os sintomas.
  • Além disso, adotar um estilo de vida saudável, com alimentação equilibrada, prática regular de exercícios físicos, sono adequado e procura de apoio social, pode contribuir para o bem-estar emocional e ajudar no controle dos transtornos de humor.

Família a passear no campo

Como viver com um transtorno de humor?

Viver com um transtorno de humor pode apresentar desafios únicos, mas existem estratégias eficazes que podem ajudar a lidar com essa condição.

É fundamental procurar apoio médico e psicológico adequado para receber um diagnóstico preciso e um plano de tratamento personalizado.

Além disso, aprender sobre os transtornos de humor e os seus sintomas e possíveis gatilhos pode proporcionar uma compreensão mais profunda e ajudar na adoção de práticas de autocuidado.

Ter uma rede de apoio composta por familiares, amigos e grupos de suporte também desempenham um papel importante na gestão e tratamento do transtorno de humor.

Revisão de Médica Convidada:

Dr.ª Ana Torre

Fontes:

  • American Psychiatric Association. (2013). Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders (5th ed.). Washington, DC: American Psychiatric Publishing.
  • Nierenberg, A. A., & DePaulo, J. R. (Eds.). (2015). The Bipolar Disorder Survival Guide: What You and Your Family Need to Know. New York: Guilford Press.
  • Yatham, L. N., Maj, M., & Sartorius, N. (Eds.). (2019). Bipolar Disorder: Clinical and Neurobiological Foundations. Chichester, UK: John Wiley & Sons.
  • Grant, J. E., & Potenza, M. N. (Eds.). (2017). Oxford Handbook of Impulse Control Disorders. New York: Oxford University Press.

Tags:

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico.

Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Este artigo foi útil?

Obrigado pelo seu feedback.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.

Encontre o melhor
Prestador Medicare perto de si

Código Postal inválido

Pesquise entre os mais de 17 500 Prestadores
da Rede de Saúde Medicare.

Artigos relacionados:
Ver mais
Política de Privacidade