casa feliz sentado no chão a olhar para ecografia

Terceiro trimestre da gravidez: o que esperar da etapa final

5 mins. leitura

O terceiro trimestre da gravidez vai da 27ª à 40ª semana de gestação. Durante esta fase, nascem os primeiros cabelos ao bebé e ele ganha, sobretudo, peso, preparando-se para a vida fora do útero, que está cada vez mais próxima.

Porém, o bebé ainda se encontra em desenvolvimento. Por exemplo, o seu cérebro ainda se está a desenvolver. No terceiro trimestre da gravidez, o bebé já respira autonomamente e o seu organismo já é capaz de regular a sua temperatura corporal.

A cabeça vai-se tornando proporcional ao corpo e ambos vão crescendo semana após semana, ao mesmo tempo que os seus sentidos ficam mais apurados.


O que acontece mês a mês no terceiro trimestre da gravidez

Geralmente, o menor espaço livre disponível no útero leva o bebé a dobrar as pernas, adotando a posição fetal, a qual pode provocar uma maior pressão na região pélvica da grávida.

É, também, no terceiro trimestre da gravidez que é expectável que o bebé se volte de cabeça para baixo, na direção da pélvis, ou seja, que adote a posição apropriada para nascer. Como o crânio do bebé ainda não está completamente sólido, a sua expulsão através do canal vaginal torna-se mais simples.

Também por esta altura a íris do bebé adquire cor e os seus pulmões já se encontram totalmente desenvolvidos.

A partir das 37 semanas, o bebé já é tido como um bebé de termo, o que significa que, se nascer nesse momento, em princípio não precisará de cuidados diferenciados em relação aos bebés que nascem com mais de 37 semanas, pois todos os sistemas do seu corpo estão em pleno funcionamento.

Após o nascimento, o sistema imunitário do bebé continuará a desenvolver-se, mas as defesas naturais serão reforçadas com a amamentação através do leite materno.

terceiro trimestre gravidez

Análises e exames


Quais as análises e os exames que deve fazer no terceiro trimestre da gravidez?
Análises/ExamesQuando?Para quê?
HemogramaEntre as 32 e as 34 semanas de gravidez Contagem de glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas, de modo a rastrear problemas de anemia, infeção e baixa de plaquetas.
Serologia de infeçõesEntre as 32 e as 34 semanas de gravidez No caso das análises do primeiro trimestre demonstraremque a gestante ainda não teve toxoplasmose. É também analisada a existência ou não de outras infeções, como sífilis, vírus de imunodeficiência humana (VIH) e hepatite B
UroculturaEntre as 32 e as 34 semanas de gravidez Para rastreio da infeção urinária.
Ecografia do 3º trimestreEntre as 28 e as 34 semanas de gravidez Avaliação do crescimento e do bem-estar do bebé, da posição do bebé, da localização da placenta, da quantidade de líquido amniótico existente e dos fluxos sanguíneos do cordão umbilical e de alguns órgãos do bebé.
CTGNas consultas do terceiro trimestreExame que avalia o bem-estar fetal, através da sua frequência cardíaca, dos seus movimentos e das contrações maternas.
Pesquisa do streptococus BEntre as 35 e as 37 semanas de gravidezColheita de secreções vaginais e perianais, para saber se a grávida é ou não portadora de uma bactéria chamada Streptococcus do grupo B.

Incómodos mais frequentes no terceiro trimestre da gravidez

O terceiro trimestre da gravidez pode ser marcado por alguns desconfortos, maioritariamente relacionados com o aumento de peso e de tamanho do bebé.

Entre esses incómodos mais comuns estão:

  • Cãibras nas pernas;
  • Incontinência urinária;
  • Falta de ar ou dificuldade em respirar;
  • Varizes;
  • Edema;
  • Azia;
  • Insónia.

Para contrariar estes incómodos, existem algumas medidas que pode adotar, tais como:

  • Massajar ou aplicar calor nas pernas;
  • Esticar a perna e fletir o tornozelo e os dedos dos pés para cima;
  • Urinar, assim que sentir vontade;
  • Realizar exercícios pélvicos com regularidade;
  • Caminhar calmamente;
  • Evitar esforços físicos que impliquem muita força;
  • Procurar manter-se com as costas o mais direitas possível;
  • Dormir semi-reclinada;
  • Elevar as pernas;
  • Calçar sapatos de tacão baixo que não apertem;
  • Vestir roupa que não aperte;
  • Evitar passar muito tempo de pé ou sentada;
  • Usar meias de compressão/descanso, se necessário;
  • Fazer refeições ligeiras e frequentes, evitando deitar-se logo a seguir a elas;
  • Não comer alimentos muito frios ou muito quentes, com gordura, picantes, condimentados ou bebidas com cafeína, gaseificadas e alcoólicas;
  • Deitar-se sempre à mesma hora e procurar dormir de lado, com uma almofada entre as pernas.
terceiro trimestre gravidez

Sinais de alerta a que deve estar atenta

Como durante todos os trimestres da gravidez, neste também deve prestar atenção a algumas manifestações que podem carecer de avaliação médica e/ou hospitalar.

Alguns dos principais sintomas que não deve ignorar:

  • Hemorragias;
  • Dor abdominal persistente;
  • Febre;
  • Deixar de sentir o bebé;
  • Contrações frequentes e que não atenuam;
  • Perda de líquido amniótico;
  • Corrimento vaginal com prurido ou ardor;
  • Dor ou ardor ao urinar;
  • Vómitos constantes;
  • Inchaço do rosto e membros ao acordar;
  • Dores de cabeça fortes ou contínuas;
  • Alterações na visão;
  • Prurido na palma das mãos e na sola dos pés.

Sinais de que pode estar em trabalho de parto

Existem algumas manifestações que podem indicar que está em trabalho de parto ou que o início do trabalho de parto está próximo.

Nem sempre isso significa que tenha de ir, de imediato, para o hospital. Saiba o que deve ter em conta nesse momento:

  • Saída de secreções com vestígios de sangue (sinal de que o início do trabalho de parto pode estar próximo);
  • Expulsão do rolhão mucoso (sinal de que o colo do útero começou a dilatar e, por isso, é provável que possa entrar em trabalho de parto nos próximos dias);
  • Rutura da bolsa (embora não seja sinónimo de que está em trabalho de parto, deve dirigir-se ao hospital);
  • Contrações uterinas regulares (sinal de que já está em trabalho de parto. Porém, pode dirigir-se ao hospital apenas quando as contrações forem de dez em dez minutos).

Preparar a mala da maternidade

O terceiro trimestre da gravidez torna mais próxima a chegada do bebé. Como tal, se ainda não preparou a mala da maternidade, esta é uma boa altura para fazê-lo.

É importante preparar uma mala para si e para o bebé:


Mala da mãe
  • Camisas de dormir, abertas à frente;
  • Robe;
  • Soutien de amamentação e discos absorventes;
  • Toalha de banho;
  • Chinelos de quarto;
  • Itens de higiene pessoal;
  • Pensos higiénicos de grande absorção.

Mala do bebé
  • Mudas de roupa completas;
  • Gorro;
  • Babetes;
  • Fraldas de pano e descartáveis;
  • Toalhetes;
  • Manta;
  • Itens de higiene;
  • Toalha de banho.

O terceiro trimestre da gravidez marca o fim da gestação. Por isso, é uma fase da vida da gestante que deve ser vivida com muita alegria, aproveitando ao máximo as últimas semanas que passa com o seu bebé dentro do útero e tratando de todas as tarefas necessárias para assegurar que recebe o seu bebé da melhor forma.

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico. Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.
Artigos relacionados:
Ver mais