médico a recolher análise de sangue de doente

Hipercalcemia: o que significa ter excesso de cálcio?

4 mins. leitura

A hipercalcemia pode ser causada por um problema nas glândulas paratiroides ou outras doenças endócrinas, por causa da alimentação, como efeito colateral da toma de alguns medicamentos ou como consequência de um cancro ou de problemas ósseos.


Sintomas da hipercalcemia

Os sintomas desenvolvem-se lentamente e, numa fase inicial, podem passar por perda de apetite, náuseas e vómitos.

É considerado que a pessoa sofre de hipercalcemia quando os níveis de cálcio no sangue são superiores a 10,5 mg/dl, um valor que, normalmente, não provoca sintomas muito expressivos, além dos já referidos.

Quando estes valores sobem acima dos 12 mg/dl, os sintomas passam por prisão de ventre, necessidade quase constante de urinar, sonolência, fadiga, dor de cabeça, arritmias e confusão mental. Em casos mais graves, e não sendo diagnosticada e tratada, a hipercalcemia pode conduzir ao coma, podendo ser fatal.

A hipercalcemia grave pode conduzir a um batimento cardíaco irregular, provocar pedras nos rins, que se permanentes, podem evoluir para lesões e insuficiência renal, ou, mesmo, um ataque cardíaco.

médico a recolher análise de sangue de doente

Sintomas mais frequentes

  • Perda de apetite, náuseas e vómitos;
  • Obstipação e dor abdominal;
  • Cansaço, fraqueza e dores musculares;
  • Aumento da sensação de sede e micção frequente;
  • Alteração do estado mental, confusão e fadiga;
  • Dor de cabeça;
  • Fraqueza muscular e alterações da curvatura da coluna.

Causas da hipercalcemia

Hiperparatiroidismo

Uma ou várias das quatro glândulas da tiroide segregam uma quantidade excessiva de cálcio, o que provoca um aumento dos níveis deste mineral no sangue. Outros distúrbios endócrinos, distúrbios granulomatosos e a toma de alguns medicamentos também podem causar hipercalcemia.


Ingestão excessiva de cálcio

Acontece em pessoas que consomem quantidades excessivas de leite e de outros produtos alimentares ricos em cálcio. Acontece com frequência em pessoas com úlceras pépticas, que bebem leite e antiácidos à base de cálcio para aliviar os sintomas da úlcera.


Ingestão excessiva de vitamina D

A toma de suplementos de vitamina D sem acompanhamento e avaliação de um profissional de saúde, numa base diária e por vários meses pode levar a uma absorção excessiva de cálcio, uma vez que uma das funções desta vitamina é, exatamente, ajudar a fixar o cálcio no organismo.


Cancro

Alguns tipos de cancro, como o do rim, pulmão e ovário, segregam uma proteína que conduz ao aumento dos níveis de cálcio no sangue.

Também a formação de metástases, com a destruição das células ósseas pode levar à hipercalcemia, o mesmo acontecendo com o mieloma múltiplo, entre outros tipos de cancro.


Problemas ósseos

A doença de Paget, em que se dá a decomposição dos ossos, pode levar a uma absorção excessiva de cálcio, nomeadamente quando o doente passa muito tempo inativo ou quando fica desidratado.


Inatividade

Esta é uma condição mais rara, mas passível de acontecer, nomeadamente em paraplégicos ou tetraplégicos ou pessoas que necessitam estar imobilizadas por longos períodos, uma vez que o cálcio dos ossos é libertado no sangue, quando os ossos não têm de sustentar o peso do corpo por muito tempo.


médico a recolher análise de sangue de doente

Tratamento da hipercalcemia

No caso de hipercalcemia ligeira, o tratamento da causa é, por norma, o bastante para haver melhorias consideráveis. Se a função renal for normal, a pessoa deverá ingerir bastantes líquidos, já que a hidratação estimula os rins a excretar o cálcio.

O médico poderá ainda receitar suplementos à base de fosfato, já que este mineral previne a absorção do cálcio pelo organismo.

Quando os níveis de cálcio no sangue estão muito altos ou quando se verifica alteração do estado mental ou fraqueza muscular, são tomadas medidas extra para promover a hidratação do doente, como uma perfusão de soro, e medicamentos para aumentar a excreção do cálcio, nomeadamente diuréticos. Isto, no caso de a função renal estar normalizada.

Em caso de hipercalcemia grave e que não possa ser tratada de outra forma, poderá ser feita diálise.

Quando o excesso de cálcio no organismo é causado por cancro, o tratamento é mais complicado e, enquanto a neoplasia não for tratada, é provável que a hipercalcemia reincida.

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico. Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Este artigo foi útil?

Obrigado pelo seu feedback.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.

Encontre o melhor
Prestador Medicare perto de si

Código Postal inválido

Pesquise entre os mais de 17 500 Prestadores
da Rede de Saúde Medicare.

Artigos relacionados:
Ver mais
1 presente à escolha

Oferta exclusiva Online

1 presente de boas-vindas à escolha

Aderir Online
Cartão Platinium Mais Vida
Quer aderir? Ligamos grátis! Esclareça as suas dúvidas com a nossa
equipa, sem compromisso.
Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.
Formulário enviado Obrigado pelo seu contacto. Será contactado em breve pela nossa equipa de especialistas.