mulher com nariz congestionado

Obstrução nasal: como tratar este sintoma

3 mins. leitura

A obstrução nasal carateriza-se por uma diminuição do ar que passa pelas fossas nasais durante a inspiração. Trata-se de um problema que pode afetar adultos e crianças e pode ter diversas causas.

É particularmente mais frequente quando as temperaturas são mais baixas e pode estar associado a complicações, como alergias ou infeções víricas ou bacterianas.

Contudo, a obstrução nasal pode fazer-se acompanhar por outros sintomas, como dores de cabeça, perda de olfato e de apetite e febre e ser uni ou bilateral, parcial ou total, constante ou transitória. Perceba melhor os diferentes níveis de obstrução nasal.


O que é a obstrução nasal?

A obstrução nasal, sobretudo quando é crónica, ou seja, persistente, pode ter várias implicações negativas no dia a dia do indivíduo. Isto, porque a dificuldade em respirar pelo nariz pode causar:

  • qualidade do sono;
  • Secreções nasais;
  • Comichão no nariz;
  • Espirros frequentes;
  • Fadiga diurna;
  • Roncopatia;
  • Sensação de boca seca;
  • Cefaleias;
  • Crostas e hemorragia nasal;
  • Rinite ou rinossinusite crónicas.

Diagnóstico

Principalmente quando a obstrução nasal não está associada a uma infeção vírica e a sua manifestação é frequente, importa agendar uma consulta com um otorrinolaringologista, de modo a que ele possa avaliar a situação.

Além da história clínica do paciente e do seu exame físico, o médico pode ainda necessitar de meios auxiliares de diagnóstico, nomeadamente a Videoendoscopia Nasal e a Tomografia Computorizada dos Seios Perinasais.

mulher com nariz congestionado

Tratamento

A obstrução nasal dificulta a normal respiração e, por isso, torna-se desconfortável.

Para atenuar este sintoma, recomenda-se que tente descongestionar o nariz, fluidificando as secreções, de modo a conseguir libertá-las mais facilmente.

Para isso, há medicamentos próprios que o médico pode prescrever, como os anti-histamínicos. Além disso, pode usar outros recursos, como o nebulizador e as soluções nasais feitas à base de água do mar. É ainda importante que se mantenha bem hidratado e assoe o nariz delicadamente, sempre que precisar.


A obstrução nasal crónica na criança e no adulto

O problema da obstrução nasal na criança e no adulto pode ter causas muito distintas e, também, diferentes consequências na saúde.


Obstrução nasal crónica na criança

Quando uma criança sofre, frequentemente, de obstrução nasal, terá tendência a respirar pela boca, sobretudo durante o sono.

Como consequência, os ossos da face, que ainda estão em desenvolvimento, vão adaptar-se a esse tipo de respiração, assumindo um crescimento vertical e não horizontal, como seria suposto. Basicamente, o palato, o osso e a mandíbula diminuem de tamanho. Esta situação favorece um crescimento dentário e uma oclusão incorretas.

Na origem deste problema, podem estar:

  • Síndrome de apneia obstrutiva do sono;
  • Rinite;
  • Amígdalas e adenóides demasiadamente volumosas (hipertrofia de adenóides);
  • Malformações congénitas do nariz.

Obstrução nasal crónica no adulto

Já no adulto, a obstrução nasal, quando crónica, costuma estar relacionada com:

  • Problemas nas estruturas do nariz, nomeadamente desvio do septo nasal;
  • Rinossinusite/rinite;
  • Alterações na posição da maxila e da mandíbula;
  • Tumores nasais (raros).

Como a obstrução nasal crónica no adulto tanto costuma estar associada à roncopatia e às apneias, como à síndrome de apneia obstrutiva do sono, recomenda-se a realização de uma polissonografia, para monitorizar o sono durante a noite.


A obstrução nasal crónica e o desvio do septo nasal

Em determinados casos, a obstrução nasal é motivada por um desvio do septo nasal, ou seja, o septo não está centrado no nariz. Consequentemente, esse desalinhamento provoca uma obstrução e congestão nasais crónicas, pois a circulação de ar dentro do nariz é mais difícil.

O desvio no septo pode ser provocado por: traumatismos; iatrogenia (toma inapropriada de medicação ou procedimentos médicos traumáticos); malformações congénitas; e infeções nasais graves.

Nestas situações, a solução do problema da obstrução nasal passa, necessariamente, pela septoplastia, uma cirurgia que corrige a posição do septo. Esta operação requer anestesia geral, podendo ser feita em regime de ambulatório ou exigindo apenas um dia de internamento.

Por vezes, se houver outros problemas associados além do desvio do septo, pode ser necessário complementar esta cirurgia com tratamentos médicos ou com outras técnicas cirúrgicas.

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico. Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.
Artigos relacionados:
Ver mais