mulher com dor na barriga e um penso higiénico na mão

Dismenorreia: como tratar esta dor

4 mins. leitura

Indíce
  1. 1. Tipos
  2. 2. Causas
  3. 3. Sintomas
  4. 4. Tratamento
  5. 5. Prevenção

A dismenorreia é o termo clínico para as dores menstruais fortes que são causadas por contrações uterinas devido à libertação de substâncias inflamatórias. Esta dor é semelhante a uma cólica e pode causar outros sintomas como, por exemplo, náuseas, dor de cabeça ou dor nas pernas.

Trata-se da principal queixa ginecológica em mulheres jovens que têm essas dores, normalmente, um a dois dias durante o período menstrual, podendo também aparecer na véspera da menstruação. As dores podem ser ligeiras a moderadas, no entanto há casos em que podem ser bastante fortes, impossibilitando a realização das atividades diárias.

A dismenorreia pode ser primária - a dor é recorrente - ou pode ser secundária, resultando de distúrbios do sistema reprodutivo. Ambas as situações podem ser tratadas.


Dismenorreia: o que é, causas, sintomas, tratamento e prevenção

É normal sentir dores ligeiras durante a menstruação, não sendo, por isso, motivo para preocupações na maioria dos casos. No entanto, deve ser feita a avaliação por um médico especialista no caso de dores menstruais mais intensas que afetem o bem-estar e o dia a dia da mulher para despistar causas e definir o tratamento adequado.


mulher sentada no sofá com dores abdominais

O que é?

A dismenorreia é o termo médico para designar as dores da menstruação ou cólicas menstruais. Dependendo da intensidade da dor, esta pode ser incapacitante, impedindo atividades diárias normais como, por exemplo, trabalhar ou estudar.

É uma situação mais comum na adolescência, podendo começar na primeira menstruação e continuar ou diminuir ao longo da vida. Também pode surgir na idade adulta, devido a doenças como endometriose ou mioma.


Existem dois tipos de dismenorreia:

Primária: são as dores menstruais comuns e recorrentes e que não são causadas por outras doenças. Na sua causa encontra-se a elevação dos níveis de prostaglandinas, as quais são produzidas no revestimento do útero, e que promovem fortes contrações no músculo uterino e vasoconstrição da circulação local. Essa alteração promove o surgimento da dor menstrual, mas também pode acompanhar sintomas como náuseas ou cefaleias.

Normalmente, a dor pode durar entre 12 a 72 horas e pode ter outros sintomas, como náuseas, fadiga e até diarreia.

A dismenorreia primária pode-se tornar menos dolorosa com o avanço da idade e pode desaparecer completamente com uma gravidez.

Secundária: a sua causa pode ser doença ou infeção como as doenças sexualmente transmissíveis, que afeta os órgãos reprodutores femininos e tem um início mais tardio, geralmente após os 30 anos. O uso do dispositivo intrauterino também pode causar dismenorreia, caso exista uma reação inflamatória local.

A dor começa no início do ciclo menstrual e persiste durante todos os dias da menstruação, podendo até piorar ao longo dos dias. A dor pode ser acompanhada de outros sintomas como dor ou desconforto durante ou depois das relações sexuais ou sangramento anormalmente intenso e abundante.


mulher deitada na cama com dores e contrações

Quais as causas?

A dismenorreia primária é causada pela libertação de substâncias inflamatórias que causam contrações no útero.

A dismenorreia secundária pode ser causada por algumas doenças que incluem:

  • Endometriose: condição na qual o tecido que reveste o útero é encontrado fora do útero que também pode sangrar e causar dores;
  • Adenomiose: condição na qual o revestimento do útero cresce no músculo do útero, ficando o útero maior do que o normal;
  • Doença inflamatória pélvica: infeção geralmente causada por bactérias presentes na vagina e transmitidas a partir de relação sexual e que, disseminam para o colo do útero. Acometendo o útero, podem, então, evoluir para doença inflamatória pélvica;
  • Estenose cervical: estreitamento do colo do útero ou a abertura do útero;
  • Miomas: tumores benignos que se desenvolvem no interior, exterior ou nas paredes do útero.

Quais os principais sintomas?

Além das dores menstruais, a dismenorreia pode incluir sintomas como:

  • Dores de cabeça;
  • Náuseas;
  • Diarreia;
  • Fadiga excessiva;
  • Dor lombar;
  • Dor nos quadris;
  • Dor na parte interna das coxas;
  • Dor nas pernas;
  • Sensação de pressão no abdómen;
  • Tonturas.

Qual o tratamento para a dismenorreia?

O tratamento da dismenorreia primária inclui a utilização de fármacos como paracetamol, ibuprofeno, contracetivos orais e progesterona.

No caso da dismenorreia secundária, além da medicação para aliviar as dores, o médico também irá indicar o tratamento para a doença que a causa, podendo este ser cirúrgico no caso de endometriose ou miomas.

Existem ainda outras medidas simples que ajudam a aliviar as dores, nomeadamente massagear ou colocar um saco de água quente na zona lombar ou no abdómen; praticar exercício físico e evitar a cafeína, álcool e tabaco.


Como prevenir?

Não é possível prevenir, no entanto, uma dieta equilibrada e exercício físico regular podem contribuir para dores menstruais menos intensas.

Uma vez que este quadro pode ter inúmeras causas, é importante não subestimar os sintomas. Em caso de persistência, é importante uma avaliação por um médico ginecologista a fim de se excluírem outras causas ou uma maior gravidade da situação.

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico. Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Este artigo foi útil?

Obrigado pelo seu feedback.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.

Encontre o melhor
Prestador Medicare perto de si

Código Postal inválido

Pesquise entre os mais de 17 500 Prestadores
da Rede de Saúde Medicare.

Artigos relacionados:
Ver mais
Informação Adicional
sobre Proteção de Dados

Mediante o seu consentimento, os seus dados pessoais serão recolhidos, processados e armazenados informaticamente pela MED&CR - Sistemas de Gestão de Cartões de Saúde Unipessoal Lda. ("Medicare"), com sede na Rua Rodrigues Sampaio n.º 103, 1050-196 Lisboa, número de telefone 219 441 113, e-mail info@medicare.pt , enquanto entidade responsável pelo tratamento dos dados pessoais, nos termos e para os efeitos identificados na lei aplicável, incluindo o Regulamento UE 2016/679 (Regulamento Geral de Proteção de Dados/RGPD) para as finalidades de envio de comunicações de marketing e envio de informação comercial e promocional relativa a produtos e serviços da Medicare.

A informação fornecida será tratada de forma confidencial e utilizada para os fins acima descritos.

A Medicare guardará, tratará e comunicará, quando aplicável, os seus dados de identificação e contacto enquanto não retirar o seu consentimento, de forma a poder apresentar-lhe as promoções, serviços e condições que possam ser mais vantajosas.

Os seus dados poderão ser tratados diretamente pela Medicare ou por entidades por si subcontratadas para o efeito (e sujeitas a obrigações de privacidade e confidencialidade próprias), podendo os dados ser comunicados a autoridades legais e regulatórias, nos termos previstos e determinados por lei. Estas entidades estarão sedeadas dentro do território da UE.

Poderá a qualquer momento retirar o seu consentimento enviando um email para politica.privacidade@medicare.pt, o que não invalida, no entanto, o tratamento efetuado até essa data com base no consentimento previamente dado. Poderá a qualquer momento, através do e-mail disponibilizado, exercer os seus direitos legais de acesso, retificação, portabilidade, limitação do tratamento, esquecimento.

Poderá também exercer o seu direito de reclamação à Comissão Nacional de Proteção de Dados, se considerar que os seus direitos não estão a ser cumpridos.

Para mais informação sobre os termos de tratamento de dados pela Medicare, sugerimos que consulte a Politica de Privacidade, disponível em www.medicare.pt/politica-de-privacidade.

1 presente à escolha

Oferta exclusiva Online

1 presente de boas-vindas à escolha

Aderir Online
Cartão Platinium Mais Vida
Quer aderir? Ligamos grátis! Esclareça as suas dúvidas com a nossa
equipa, sem compromisso.
Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.
Formulário enviado Obrigado pelo seu contacto. Será contactado em breve pela nossa equipa de especialistas.