mulher com dores de barriga deitada no sofá

Tudo o que deve saber sobre tensão pré-menstrual (TPM)

3 mins. leitura

A tensão pré-menstrual (TPM) ou síndrome pré-menstrual é uma condição que afeta três em cada quatro mulheres e costuma manifestar-se uma a duas semanas antes do surgimento da menstruação, altura em que deixa de haver sintomatologia.

Fadiga e mudanças de humor são alguns dos sintomas caraterísticos da tensão pré-menstrual. Na sua génese, estão habitualmente alterações hormonais que podem prejudicar a qualidade de vida da mulher, durante estes dias. Saiba mais sobre esta condição.


O que é a tensão pré-menstrual (TPM)

De acordo com o Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas, cerca de 85% das mulheres experimentam, pelo menos, um sintoma de tensão pré-menstrual.

Todavia, e apesar de afetar um número significativo de pessoas, a tensão pré-menstrual não se manifesta em todas as mulheres, além de poder assumir formas leves a moderadas.

Também é possível que os sinais de tensão pré-menstrual mudem ao longo da vida da mulher, podendo agravar-se com o seu envelhecimento e com a chegada da menopausa.

Em casos mais raros, a tensão pré-menstrual pode manifestar-se através de sintomas mais severos, podendo, nesta situação, estar-se perante um caso de perturbação disfórica pré-menstrual. Perante este quadro, é importante consultar um médico.


Causas

As causas que estão na origem da tensão pré-menstrual ainda não são totalmente claras. Porém, uma das explicações pode estar nas hormonas sexuais (o estrogénio e a progesterona).

O aumento dos níveis destas hormonas pode provocar alterações de humor, ansiedade e irritabilidade, entre outras manifestações tipicamente associadas à tensão pré-menstrual.

mulher com dores de barriga deitada no sofá

Há ainda outros aspetos que podem ser considerados fatores de risco para esta condição, nomeadamente:

  • Stress;
  • História familiar de depressão;
  • História pessoal de depressão ou de depressão pós-parto.

Sintomas

A tensão pré-menstrual pode afetar a mulher tanto a nível físico, como psicológico. Daí, esta condição poder manifestar-se por meio de diversos sintomas, tais como:

Sintomas físicos:

  • Tensão mamária (mamas inchadas ou mais sensíveis);
  • Obstipação ou diarreia;
  • Inchaço generalizado (especialmente abdominal), devido à retenção de líquidos;
  • Cólicas;
  • Cansaço;
  • Dores de cabeça;
  • Dores musculares e articulares;
  • Dores de costas;
  • Acne;
  • Menor tolerância ao ruído e/ou à luz.

Sintomas psicológicos:

  • Mudanças de humor;
  • Irritabilidade;
  • Distúrbios do sono, como dormir em excesso ou em défice;
  • Alterações de apetite;
  • Dificuldade em concentrar-se;
  • Tensão ou ansiedade;
  • Depressão;
  • Diminuição da líbido.

Como lidar com a tensão pré-menstrual

Não há propriamente uma forma de tratar ou de prevenir a tensão pré-menstrual.

Contudo, há comportamentos e medidas que podem ajudar a minimizar os sintomas desta condição e a atenuar a sua intensidade, caso corresponda a um quadro ligeiro a moderado de tensão pré-menstrual. Tome nota!


Atividade física

Praticar exercício físico diariamente ajuda a atenuar sintomas de tensão pré-menstrual como dor, tensão e ansiedade. Além disso, ajuda a regular o funcionamento do intestino e a combater o cansaço, enquanto deixa a mulher com uma sensação generalizada de bem-estar.


Dieta saudável

Apesar de durante a tensão pré-menstrual haver uma maior predisposição para consumir alimentos mais ricos em açúcar ou gordura, é importante evitar essa tentação e optar por uma dieta mais equilibrada, composta por frutas, legumes, frutos oleaginosos, sementes, cereais integrais e cacau (em vez de chocolate).


Relaxamento e sono

Combater o stress é fundamental. Por isso, especialmente nestas fases, é essencial procurar atividades relaxantes como o ioga, a meditação ou as massagens. Além disso, é fundamental descansar e dormir uma média de 8 horas por noite.


Contracetivos orais

Em algumas situações, a toma de contracetivos orais pode ajudar a evitar ou a controlar os sintomas associados à tensão pré-menstrual. Neste caso, deve aconselhar-se junto do seu médico sobre o que fazer.


Medicamentos

Quando os sintomas são mais intensos, dolorosos e persistentes, o médico pode prescrever paracetamol, ibuprofeno, ácido acetilsalicílico e antidepressivos.

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico. Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.
Artigos relacionados:
Ver mais