braço de homem com manchas de pitiríase versicolor

Pitiríase versicolor: como restaurar a harmonia da pele

4 mins. leitura

Indíce
  1. 1. O que é?
  2. 2. Quais as Causas?
  3. 3. Quais os Sintomas?
  4. 4. Diagnóstico e Tratamento
  5. 5. Como prevenir?

A pitiríase versicolor, também designada tinea versicolor, pano branco, micose de praia e impigem, não é contagiosa e nem está relacionada com falta de higiene ou utilização frequente de espaços públicos, nomeadamente praias, piscinas e balneários.

Neste artigo, pode ficar a conhecer alguns dos fatores associados ao desenvolvimento deste problema. Pode também ficar a saber como se manifesta e quais as opções de tratamento.


O que é a pitiríase versicolor?

A pitiríase versicolor é uma infeção superficial da pele, causada pelo crescimento descontrolado do fungo Malassezia furfur, que afeta a pigmentação da pele.

Apesar de, popularmente, ser chamada "micose da praia", não há relação nenhuma com a praia. Quando a pessoa está bronzeada, as manchas tendem a ficar mais acentuadas, pois o contraste é maior. É por essa razão que algumas pessoas acreditam que o problema foi adquirido na praia, mas não é verdade.

Esta infeção pode atingir indivíduos de qualquer faixa etária. Contudo, é mais comum em adolescentes e jovens adultos, devido a uma maior atividade das glândulas sebáceas.

De sublinhar que, embora os nomes sejam semelhantes, pitiríase versicolor não é o mesmo que pitiríase rósea. São condições completamente diferentes.


Quais as causas e fatores de risco?

As causas do crescimento descontrolado do fungo Malassezia furfur não são totalmente conhecidas, mas acredita-se que há fatores que podem contribuir para o desenvolvimento da infeção, nomeadamente:

  • Climas com temperaturas e humidade elevadas;
  • Pele oleosa;
  • Suor excessivo;
  • Sistema imunitário debilitado;
  • Alterações hormonais;
  • Histórico familiar;
  • Alguns tipos de cancro.

Apesar de a imunidade baixa ser apontada como um fator potencial, a maioria das pessoas afetadas pela pitiríase versicolor é saudável.

É importante referir que esta infeção não está relacionada com os hábitos de higiene e, ao contrário de outras micoses, não é contagiosa.


homem com manchas de impigem nas costas

Quais os sintomas?

Os sintomas da pitiríase versicolor incluem manchas arredondadas e planas na pele de coloração variável - daí a designação "versicolor" - com uma descamação fina.

Estas manchas podem ser brancas, rosadas, acastanhadas ou avermelhadas. Podem surgir em qualquer parte do corpo, sobretudo no peito, costas, pescoço, braços, face e couro cabeludo. Isto deve-se ao facto de estas serem zonas da pele mais oleosas e de o fungo precisar de gordura para sobreviver.

Em alguns casos, as manchas podem causar comichão. Além disso, podem crescer e unir-se a outras manchas, aumentando, assim, a área de pele afetada.

A maioria das lesões são hipopigmentadas, isto é, mais claras do que a pele. No entanto, também há pacientes com manchas hiperpigmentadas, ou seja, mais escuras do que a pele.


mulher a colocar creme nas costas de homem para tratar manchas

Diagnóstico e tratamento da pitiríase versicolor

Como as manchas são bastante caraterísticas, o diagnóstico pode ser feito, na maioria das vezes, apenas por observação da pele.

No entanto, havendo dúvidas, o dermatologista pode analisar raspagens da pele ao microscópio, para identificar o fungo, ou usar uma luz negra ultravioleta, denominada lâmpada de Wood, para destacar a infeção na pele de forma mais clara.

Por se tratar de uma micose ligeira, sem grandes implicações para a saúde em geral, as complicações são, fundamentalmente, estéticas.

Em algumas situações, as manchas podem desaparecer de forma espontânea. Porém, algumas pessoas podem ficar com as manchas, se não forem tratadas.

É necessário o tratamento adequado para garantir uma recuperação completa e evitar reincidências.

O tratamento da pitiríase versicolor inclui antifúngicos de uso tópico, como cremes, loções e champôs. Quando as manchas são mais extensas, o tratamento é administrado por via oral.

Infeções leves podem ficar resolvidas com antifúngicos de uso tópico de venda livre, nomeadamente:

  • Clotrimazol;
  • Miconazol;
  • Sulfureto de selénio;
  • Terbinafina;
  • Sabão de piritionato de zinco.

Se não se verificarem melhorias após várias semanas, é importante contactar um médico, uma vez que pode ser necessária uma medicação mais forte. O dermatologista pode recomendar medicamentos de uso tópico, como cetoconazol ou ciclopirox. Em casos mais graves ou que não respondem ao tratamento tópico, podem ser prescritos antifúngicos orais, como fluconazol ou iItraconazol.

A pitiríase versicolor é, por norma, fácil de tratar e a taxa de cura situa-se entre 80% e 90%. Ainda que a pele possa apresentar manchas durante várias semanas ou meses, acaba por recuperar a sua cor normal.

Porém, a micose pode reaparecer, mesmo após um tratamento eficaz, porque o fungo que a causa faz parte da flora normal da pele. Por isso, algumas pessoas podem precisar fazer tratamentos várias vezes por ano.


rapariga a aplicar protetor solar no braço

Medidas de prevenção

Não há uma maneira definitiva de prevenir a pitiríase versicolor. Contudo, perante um histórico recorrente, o dermatologista pode recomendar o uso de sabonetes com piritionato de zinco, cetoconazol ou sulfureto de selénio, para ajudar a evitar o crescimento excessivo do fungo. Pode igualmente prescrever o uso de medicamentos durante os meses de verão, época mais favorável à ocorrência desta infeção fúngica.

Outras medidas que podem ajudar a reduzir o risco de desenvolvimento da micose são:

  • Ter cuidados com a exposição ao sol, nomeadamente aplicar protetor solar;
  • Evitar o calor e suor excessivo;
  • Manter a pele limpa e seca;
  • Usar roupas de algodão largas para reduzir a transpiração;
  • Evitar banhos muito quentes.

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico.

Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Este artigo foi útil?

Obrigado pelo seu feedback.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.

Encontre o melhor
Prestador Medicare perto de si

Código Postal inválido

Pesquise entre os mais de 17 500 Prestadores
da Rede de Saúde Medicare.

Artigos relacionados:
Ver mais
Política de Privacidade