mulher com meias de compressão

O que deve saber sobre a má circulação

3 mins. leitura

A má circulação pode secar a pele e tornar as unhas mais quebradiças, provocando também queda de cabelo.

Nos homens, a má circulação pode levar a que tenham dificuldades em atingir e/ou manter uma ereção. No caso de pessoas com diabetes, a cicatrização de feridas ou arranhões tende a ser mais lenta.

Quando o sistema circulatório não funciona bem e a circulação sanguínea se deteriora, o fluxo sanguíneo tarda em chegar e as células do corpo deixam de receber o oxigénio e os nutrientes de que necessitam. Isso provoca um ou mais sintomas dos anteriormente referidos e, no caso de pessoas de pele clara, atribui um tom azulado às mãos e pernas.


Indício de outros problemas de saúde

Não sendo uma doença por si própria, a má circulação pode ser indício de outros problemas de saúde, como a obesidade, diabetes, problemas cardíacos e problemas arteriais.

A má circulação deriva de alterações da vascularização dos membros, que podem ser arteriais, quando afetam a normal vascularização e causam isquemias; ou venosas, como é o caso das varizes, ou insuficiência venosa crónica.


Doenças que podem provocar má circulação

Doença arterial periférica

A doença arterial periférica pode causar má circulação nas pernas. Trata-se de uma patologia em que os vasos sanguíneos ficam obstruídos devido à acumulação de placas de gordura, ou aterosclerose, diminuindo o fluxo sanguíneo para as extremidades (pés e mãos).

Com o tempo, a redução do fluxo sanguíneo pode conduzir a uma sensação de “formigueiro”, dormência, causando mesmo danos nos nervos e tecidos.

Se esta condição não for tratada, pode levar a um Acidente Vascular Cerebral (AVC) ou ataque cardíaco.

Sendo mais comum em pessoas com mais de 50 anos, a doença arterial periférica também pode afetar os jovens, nomeadamente os fumadores.

mulher a acariciar a barriga em casa

Coágulos de sangue

O surgimento de um coágulo sanguíneo que bloqueie o fluxo normal do sangue parcial ou totalmente, é outra das causas para a má circulação. Esta poderá ser uma situação grave, podendo provocar um AVC e, mesmo, conduzir à morte.

A deteção precoce destes coágulos, nomeadamente, seguindo a “pista” da má circulação, pode salvar vidas.


Varizes

A genética, o excesso de peso, uma vida sedentária, o uso de roupas muito justas e passar muito tempo em pé podem provocar varizes, veias dilatadas e ingurgitadas que não permitem uma normal circulação sanguínea e que são outra das causas importantes no surgimento da má circulação.


Diabetes

A diabetes é outra das causas comuns da má circulação, sendo que pessoas com neuropatia diabética podem ter dificuldade em detetar os sinais, já que esta patologia diminui a sensibilidade nas mãos e pés.


Obesidade

O peso extra vai sobrecarregar o corpo e provocar má circulação, sobretudo se a pessoa ficar demasiado tempo na mesma posição.


Doença de Raynaud

Trata-se de uma doença que afeta mais as mulheres. No caso da doença de Raynaud, outras áreas do corpo, como os lábios, o nariz, os mamilos e as orelhas podem ser afetadas pela má circulação.


Diagnóstico e tratamento

Sendo quase um diagnóstico de senso comum, é, todavia, importante, que este problema seja discutido com um médico, uma vez que são várias – e, algumas delas, graves – as causas subjacentes à má circulação.

É importante que o médico conheça o histórico familiar e as doenças já diagnosticadas para, então, e após o exame clínico e, eventualmente, a realização de exames complementares, definir a melhor estratégia de tratamento.

Desde a utilização de meias de compressão para diminuir o inchaço das pernas ou um programa de treino, à realização de uma cirurgia para tratamento das varizes ou a toma de anticoagulantes, o tratamento da má circulação pode ser muito distinto.


Como melhorar a circulação sanguínea

  • Evitar fumar e beber bebidas alcoólicas;
  • Controlar a tensão arterial;
  • Fazer exercício físico com regularidade;
  • Fazer caminhadas;
  • Usar meias de compressão (sob aconselhamento médico);
  • Comer mais frutas e legumes;
  • Diminuir o consumo de carnes vermelhas;
  • Escovar o corpo (passe uma escova, a seco, no corpo, começando pelos pés);
  • Ingerir muitos líquidos, nomeadamente água;
  • Relaxar.

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico. Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Contribua com sugestões de melhoria através do nosso formulário online.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.
Artigos relacionados:
Ver mais