médico a segurar um estetoscópio

Ano novo, a saúde de sempre: porquê fazer um check-up?

4 mins. leitura

O que é o check-up médico e para que serve?

O check-up médico engloba uma série de análises e de exames clínicos, que têm como finalidade avaliar o estado geral de saúde do indivíduo e detetar eventuais doenças por diagnosticar.

Contudo, um bom programa de check-up não tem de incluir necessariamente todas as análises e exames clínicos existentes. Alguns estudos têm evidenciado que nem todos os exames são necessários para toda a população, na medida em que nem ajudam a reduzir o número de doenças, nem a melhorar a eficácia dos seus tratamentos.

Ainda assim, a observação médica periódica é essencial e, para isso, é importante realizar alguns exames, que devem ser selecionados em função da faixa etária, género, histórico de doenças pessoais e familiares, estilo de vida, entre outros fatores relacionados com a pessoa.

Assim, antes de fazer um check-up, deve visitar, pelo menos uma vez por ano, o seu médico de família, fazer uma consulta de rotina e aconselhar-se junto dele quanto às análises e aos exames clínicos que deve mesmo fazer.

No entanto, não se esqueça que, além de um check-up médico, é fundamental ter um estilo de vida saudável, não fumar, fazer regularmente atividade física e controlar o peso.


Simulador IMC Verifique o seu Índice de Massa Corporal

Calcule já

Análises à urina

Examinar a urina permite detetar eventuais problemas nos rins, bexiga e vias urinárias.


Medição da tensão arterial

Os indivíduos sem fatores de risco e com idade superior a 18 anos apenas precisam de repetir esta análise a cada 3 a 5 anos. Este é um meio de diagnóstico da hipertensão (tensão alta), que pode causar muitas complicações cardíacas.

Para prevenir este problema, é fundamental ter uma alimentação saudável e fazer regularmente atividade física.


Medição da glicemia no sangue

Esta análise é aconselhada, principalmente, a pessoas entre os 40 e os 70 anos com excesso de peso. Se o resultado indicar que há valores elevados de glicemia no sangue, esse pode ser um sinal de diabetes e deve ser portanto avaliado.


Medição do colesterol

Esta é uma análise aconselhada a homens com mais de 40 anos de idade e a mulheres com mais de 50 anos de idade. Ter o colesterol LDL ("mau colesterol") elevado aumenta o risco de aparecimento de doenças cardiovasculares. Para evitar este problema, é importante evitar o consumo de gorduras saturadas.


Mamografia

A partir dos 50 anos de idade, as mulheres devem fazer uma mamografia de 2 em 2 anos. Através deste exame, é possível diagnosticar, por exemplo, o cancro da mama, que tem um melhor prognóstico, se for detetado precocemente.

Porém, importa lembrar que as mulheres com 20 ou mais anos de idade devem fazer regularmente o autoexame da mama, de modo a conseguirem detetar alguma alteração que seja palpável.


Citologia

A partir dos 21 anos, as mulheres devem fazer uma citologia cervicovaginal (papanicolau) de 3 em 3 anos.

Através deste exame, é possível detetar mudanças nas células do colo do útero, células cancerígenas ou infeções virais. Diagnosticar precocemente doenças no útero contribui para um tratamento mais eficaz das lesões encontradas.


Exame oftalmológico

Quem tem 40 ou mais anos de idade, problemas de visão ou diabetes, deve fazer regularmente um exame oftalmológico. Controlar a saúde visual diminui o risco de complicações, como o glaucoma ou a cegueira.


Colonoscopia

A colonoscopia permite detetar lesões no intestino e, mesmo, neoplasias malignas. A partir dos 45/50 anos (em função do histórico de cancro colo-retal na família), este exame deve ser realizado, pois permite um eventual diagnóstico de doenças intestinais.


Toque retal

A próstata é a causa de várias doenças e problemas de saúde nos homens, sobretudo a partir de certa idade. Logo, é importante controlar os níveis de PSA e realizar exames que permitam avaliar o estado da próstata. Este é um meio de detetar precocemente algumas complicações.

Para isso, a partir dos 45 anos de idade, os homens devem fazer uma análise que ajuda na deteção precoce do cancro da próstata. Já a partir dos 50 anos de idade, é aconselhável fazer o exame prostático.


Densitometria óssea

Para mulheres com mais de 65 anos de idade, para homens com mais de 70 anos de idade ou para pessoas que sofrem regularmente de dores nos ossos, é recomendado fazer este exame que permite medir a densidade óssea e, deste modo, diagnosticar eventuais doenças nos ossos, como a osteoporose.


Exame dermatológico

De 5 em 5 anos, é aconselhável fazer um exame dermatológico, de modo a diagnosticar precocemente eventuais alterações cutâneas suspeitas ou cancro da pele.


Rastreio auditivo

A perda de audição é um problema recorrente a partir de certa idade. Por isso, depois dos dos 40 anos de idade e de 3 em 3 anos, deve ser feito um rastreio auditivo.


Eletrocardiograma (ECG)

Os indivíduos com mais de 40 anos de idade, fumadores, hipertensos, com doença cardíaca ou diabetes devem fazer, de 2 em 2 anos, um eletrocardiograma, de modo a avaliarem o estado do seu coração.

Estes são alguns dos principais exames a incluir num check-up, que podem ser ou não recomendados em função das características do indivíduo.

Convém lembrar que as pessoas com doenças crónicas devem fazer um controlo mais regular do seu estado de saúde, podendo ser sujeitas a exames mais específicos que permitam acompanhar a evolução e progresso da sua patologia.

Aviso: O Blog Mais Saúde é um espaço meramente informativo. A Medicare recomenda sempre a consulta de um profissional de saúde para diagnóstico ou tratamento, não devendo nunca este Blog ser considerado substituto de diagnóstico médico. Encontre aqui profissionais de saúde perto de si.

Partilhe este artigo:

Obrigado pela sua preferência.

Irá receber no seu email as melhores dicas de Saúde e Bem-estar.
Pode em qualquer momento alterar ou retirar o(s) consentimento(s) prestado(s).

Receba as melhores dicas
de Saúde e Bem-estar

Precisamos do seu consentimento para envio de mais informação.
Artigos relacionados:
Ver mais

Pedido enviado Falaremos consigo
assim que possível

Quer aderir? Ligamos grátis
Precisamos do seu consentimento para o contactar.